BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Vacina contra a COVID-19 e pacientes oncológicos: o que você deve saber!

fevereiro 22, 2021 0
vacina-contra-coronavirus-e-pacientes-oncologicos.png

A pandemia do novo coronavírus trouxe um grande desejo a todos: a vacina. Dentre os métodos de prevenção ao contágio do vírus, a imunização é a forma mais eficaz para se proteger. Quando estão em questão pessoas em tratamento de câncer, a vacinação se torna ainda mais emergencial. Segundo um estudo de meta-análise da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), os riscos de óbitos em pacientes oncológicos são de 26%, contra 2 a 3% da população geral.

Para te ajudar a entender a importância da vacinação contra a COVID-19 e esclarecer as principais dúvidas da imunização em pacientes oncológicos, nós, do Blog da Medquimheo, preparamos este conteúdo especial. Confira!

💉 Como as vacinas funcionam?

De forma geral, as vacinas agem para que o organismo crie imunidade contra o agente infeccioso. Elastêm como mecanismo de ação, a simulação da doença, dessa forma, caso a pessoa seja infectada, o corpo saberá produzir anticorpos para combater o microorganismo invasor.  

Sobre a vacina contra o coronavírus, em específico, a Organização Mundial da Saúde (OMS) autorizou o uso emergencial de dois imunizantes no Brasil. Eles têm componentes que se diferenciam: um é composto pelo vírus vivo e o outro foi desenvolvido com o vírus inativo (mais indicado para pacientes oncológicos), mas ambos têm o mesmo objetivo e possuem eficácia maior que 50%.

Outro ponto importante, é o tempo de resposta do sistema imunológico. De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunização (SBIM), o período para que o organismo esteja apto para proteger contra agentes infecciosos é de, no mínimo, 14 dias após a segunda dose da vacina. No entanto, o tempo pode mudar conforme o prazo médio descrito pelos fabricantes.

📆 Quais os grupos prioritários para a imunização?

O Ministério da da Saúde publicou um informe técnico do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19 para esclarecer os grupos prioritários e o porquê eles devem ser o grupo-alvo da imunização neste momento. Idosos acima de 60 anos e pessoas com deficiência institucionalizados, indígenas aldeados e profissionais da saúde estão nesta lista.

#DicaMedquimheo: o canal de notícias CNN Brasil criou um formulário, com base nas informações fornecidas pelo pelo Ministério da Saúde, para que você responda e identifique em qual grupo prioritário está inserido. Confira!

📌 Quais cuidados o paciente oncológico deve manter para se proteger?

Os órgãos de saúde alertam que as medidas de segurança que previnem o contágio da COVID-19 devem continuar em vigor. Pois, mesmo depois das pessoas serem imunizadas, a contaminação pode acontecer. Confira os cuidados que os paciente oncológicos precisam adotar:

💙 Sair de casa apenas para o necessário (dia de tratamento, por exemplo);

💙 Evitar aglomerações e utilizar máscara em locais públicos;

💙 Higienizar as mãos com água e sabão, por pelo menos vinte segundos, e fazer uso do álcool gel quando necessário;

💙 Evitar comprimentos de aperto de mão, abraços e beijos;

💙 Não compartilhar objetos pessoais como toalhas, talheres, copos e garrafas;

💙Limpar objetos e superfícies tocados frequentemente como chaves, celular, maçanetas e bolsas.

Conheça nosso blog!

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Pacientes onco-hematológicos e o tratamento durante o isolamento

Testes de COVID-19: entenda as diferenças entre os exames!

Fonte: Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *