BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

tratamento oncológico

pacientes-oncologicos-podem-fazer-dieta.jpg

Se somos aquilo que comemos, num contexto oncológico o cuidado com a alimentação deve ser redobrado. Isso ocorre porque o correto equilíbrio de nutrientes e vitaminas no corpo pode influenciar no tratamento do câncer e na qualidade de vida do paciente oncológico. Como a adoção de dietas para emagrecer pode afetar esse equilíbrio, é preciso se atentar!

No post de hoje, nós, da Medquimheo, consultamos nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga, e preparamos um conteúdo especial com tudo o que você precisa saber sobre a alimentação durante a quimioterapia. Continue lendo e confira!

Por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia?

A quimioterapia, um dos principais tratamentos para o câncer, na maioria das vezes, apresenta efeitos colaterais como perda de apetite e feridas bucais, que podem acarretar na perda de peso do paciente. Por isso, cuidar da alimentação durante o tratamento é fundamental.

Segundo a Dra. Naira, as dietas para emagrecer podem impactar, de maneira negativa, o sistema imunológico do paciente e, como consequência, o tratamento oncológico. Como afetam o equilíbrio de nutrientes do corpo, antes de adotar uma dieta, é preciso consultar um nutricionista. Combinado?

“O paciente bem nutrido tem menos complicações pós-operatórias, melhor cicatrização e desempenho físico, menos efeitos colaterais relacionados ao tratamento e um sistema imunológico mais fortalecido.”

-Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

Como cuidar da alimentação?

Agora que você já sabe por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia, separamos algumas dicas para te ajudar nessa missão. Vamos conferir?

1 – Mantenha-se hidratado

Alguns medicamentos para o câncer, principalmente os quimioterápicos, podem causar efeitos colaterais nos rins. Por esse motivo, é fundamental manter uma boa hidratação. A água estimula a circulação de sangue, o que garante bom funcionamento renal. Além disso, a desidratação pode ser um fator de complicação no tratamento e piorar os efeitos colaterais. Nossa dica é encarar a água como uma forte aliada e nunca esquecer de ingerir a quantidade adequada por dia 😉

2 – Evite alimentos com excesso de açúcar e gordura

Para a Dra. Naira, é essencial que os pacientes oncológicos evitem alimentos que apresentam maior quantidade de açúcar, gordura e sódio, como os industrializados,  embutidos, queijos amarelos, refrigerantes e bebidas alcóolicas. Dê preferência às frutas, legumes, verduras, cereais, carnes magras e peixes.

#DicaMedquimheo: amêndoas, batata doce, brócolis e espinafre são alguns dos alimentos que, por possuírem propriedades antioxidantes, podem fortalecer o sistema imunológico. Converse com seu nutricionista para incluí-los em seu cardápio.

3 – Faça um acompanhamento nutricional

A nutrição é um fator determinante para a qualidade de vida dos pacientes oncológicos e para uma boa resposta ao tratamento, já que busca reduzir os impactos da doença e dos efeitos colaterais no organismo. Além disso, o acompanhamento nutricional pode auxiliar no controle dos sintomas do câncer.

Cuidado com a alimentação durante a pandemia de COVID-19

Neste momento de pandemia do novo coronavírus, estar com a imunidade alta é primordial. O nosso sistema imunológico atua como uma barreira contra doenças e, por isso, é super importante mantê-lo fortalecido. Para tanto, é preciso cuidar da alimentação – nossa principal aliada de uma boa imunidade.

Conheça o blog da Medquimheo!

Aproveite que descobriu nosso blog e confira mais conteúdos com dicas da nossa nutricionista para cuidar da sua alimentação:

Nutrição e sono: como sua alimentação pode impactar a qualidade do sono

Light x Diet: entenda a diferença!

#DicaDaNutri: conheça os benefícios da tapioca para sua saúde!

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252.


dia-da-saude-e-nutricao.jpg

março 30, 2020 Datas Comemorativas0

Para celebrar o Dia da Saúde e Nutrição, comemorado em 31 de março, nós, da Medquimheo, preparamos um post especial para destacar a importância do nutricionista no tratamento oncológico.

Aproveitamos este material para parabenizar a todos os nutricionistas, que fazem desse trabalho tão importante e único para todos nós. Em especial à Dra.Naira Fraga, nossa super nutricionista!

Por que o acompanhamento nutricional é importante?

A nutrição é um fator determinante para a qualidade de vida dos pacientes oncológicos e a para uma boa resposta ao tratamento, já que busca reduzir os impactos da doença e do tratamento no organismo.

“O apoio nutricional além de auxiliar no controle dos sintomas, é fundamental para alcançar um bom estado nutricional. O paciente bem nutrido tem menos complicações pós-operatórias, melhor cicatrização, menos efeitos colaterais relacionados ao tratamento, um melhor desempenho físico e um sistema imunológico mais fortalecido,”

 –             Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

O que é dietoterapia e terapia nutricional?

A dietoterapia abrange os cuidados com a alimentação em determinadas situações. São as recomendações alimentares que auxiliam no tratamento das enfermidades.

Já a terapia nutricional é o nome dado aos cuidados utilizados para manter ou recuperar o estado nutricional do paciente, geralmente com o uso de suplementos ou vias alternativas de nutrição.

Ambas são grandes aliadas no tratamento oncológico. E assim, os nutricionistas oncológicos por meio de recomendações individualizadas, garantem que o paciente tenha um organismo mais forte para enfrentar o câncer da melhor maneira possível!

Conheça mais conteúdos da Medquimheo

Aproveite que descobriu nosso blog e aproveite outros conteúdos exclusivos que separamos para você:

#DicaDaNutri: 2 receitas para compor seu cardápio saudável

Pacientes oncológicos podem tomar chás fitoterápicos? A nutricionista explica!

#DicaDaNutri: suco de romã possui propriedades anticancerígenas

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252.