BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

deficiencia de G6PD

teste-do-pezinho-1.jpg

junho 2, 2015 Notícias0

No dia 6 de junho é comemorado o Dia do Teste do Pezinho. Para conscientizar à população sobre a importância desse exame para a saúde da criança, médicos unem as mãos para enfatizar as várias doenças e transtornos que podem ser descobertos por meio dele. Entre os problemas que podem ser identificamos está a deficiência de Glicose 6-fosfato Desidrogenase (G6PD), proteína presente no interior das células vermelhas que permite a produção de energia pela célula. Nos casos em que existe uma deficiência dessa proteína as células são mais frágeis e, em certas circunstâncias, podem ser destruídas mais facilmente.

 

O hematologista da Medquimheo Wesley Goulart conta que normalmente os pacientes que têm deficiência da G6PD são assintomáticos. “Os sintomas surgem durante episódios de infecção ou quando em contato com agentes agressores – substâncias oxidativas como, por exemplo, alimentos ricos em corante artificiais. Nesses casos podem surgir: palidez, cansaço, olhos amarelados, urina escurecida – manifestações da anemia causada pela destruição das células vermelhas”, explica.

Em adultos, a deficiência da enzima também pode ser detectada por exame de sangue com a dosagem da atividade da proteína. Nos bebês, o Teste do Pezinho é fundamental para a identificação do problema.

Deficiência de G6PD: tratamento e incidência no Brasil

Ainda de acordo com o hematologista, o tratamento da deficiência de G6PD consiste principalmente de orientação aos pacientes no sentido de evitar contato com substâncias, inclusive medicamentos, potencialmente tóxicos as células vermelhas. “A incidência não está estabelecida claramente, mas estima-se poder afetar até 7% da população”, explica.