BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Câncer versus pressão alta


Médicos e outros profissionais da saúde unem forças no próximo dia 26 e promovem o Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão. A ideia da data é reforçar a importância dos cuidados com a alimentação, que é um dos principais meios para a prevenção do aumento da pressão arterial. 
 

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), estima-se que cerca de 50 milhões de brasileiros sejam hipertensos. No entanto, somente 50% dos casos são diagnosticados e os demais desconhecem que têm o problema. Também conhecida como pressão alta, a doença tem como principal característica o aumento da pressão do sangue nas paredes das artérias. No início, uma das formas de descobrir é aferir a pressão regularmente. Normalmente, quando o resultado é maior ou igual a 140/90 mmHg, o que equivale a 14 por 9, a pessoa pode ter sinais como dor de cabeça, tontura, cansaço e, alguns casos, sangramentos pelo nariz.
 

Alguns fatores podem potencializar o surgimento do transtorno. Alimentação irregular, excesso de peso, sedentarismo, consumo de bebida alcoólica e diabetes são alguns exemplos. A ingestão excessiva de sódio também é um risco. Estima-se que para cada nove gramas de sal, o corpo retém até 1 litro de água. Pessoas acima de 55 anos ou com histórico familiar têm risco aumentado de ter o problema.

Câncer versus pressão alta
 

Pacientes com pressão alta podem enfrentar dificuldades, caso entrem em tratamento contra o câncer, pois alguns medicamentos podem estimular o aumento da pressão arterial. Para evitar os dois, os médicos orientam que os cuidados com a alimentação e a saúde em geral precisam ser praticados diariamente.
 

Segundo a nutricionista Janine Rover de Mello, da Medquimheo, o paciente que possui os dois agravantes, precisa manter uma alimentação balanceada. “O consumo de sal pelos brasileiros atinge 12g por dia – mais do que o dobro da quantidade recomendada pela OMS, que é de 5g/dia (o equivalente a 1700mg de sódio dia). Um pacote de sopa instantânea, por exemplo, contém aproximadamente 680mg de sódio, o que representa metade da quantidade de sódio que deve ser consumida em 24 horas. Em um pacote de 200g de salgadinho de presunto contém 2800mg, ultrapassando a quantidade de sódio que deve ser consumido ao dia”, alerta.
 

Ainda de acordo com a especialista, o excesso de sódio na alimentação causa a retenção de líquidos (inchaço). “Não utilizar temperos prontos e caldos concentrados, reduzir a ingestão de alimentos embutidos e com alto teor de gordura saturada e não acrescentar sal no alimento depois de pronto são iniciativas importantes. Uma dica é utilizar as ervas desidratadas e temperos naturais para temperar os alimentos, no lugar do sal”, recomenda.