BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Poliglobulia pode causar coágulos sanguíneos e até inchaço do baço

julho 18, 2014 0

poliglobulia-causa-coagulo-sanguineoTranstorno caracterizado pela quantidade excessiva de glóbulos vermelhos no corpo, a Poliglobulia é uma doença pouco falada e, por isso, a grande maioria desconhece. É decorrente de uma produção exagerada de glóbulos vermelhos pela medula óssea, aumentando a viscosidade do sangue e podendo provocar problemas de circulação, dores de cabeça, tonturas, dificuldade de concentração e visão nublada. Coágulos sanguíneos, tendência para hemorragias e o inchaço do baço também podem ocorrer.

 

Existe a Poliglobulia Primária, que recebe esta denominação quando o motivo para o aumento desenfreado dos glóbulos está na própria célula mãe das células do sangue. Já aPoliglobulia Secundária, pode ser decorrente de outras doenças que causam redução de oxigenação no organismo e, consequentemente, necessidade de aumento da produção de glóbulos vermelhos pela medula óssea. Doenças pulmonares, cardíacas e a presença de alguns tumores também podem gerar a desordem, já que prejudicam a oxigenação do organismo. Indivíduos que moram em locais com grandes altitudes, onde o ar costuma ser mais rarefeito, podem apresentar a alteração.

 

Tratamento

 

O tratamento é feito por meio de extrações de sangue. O procedimento é bem parecido com o ato de doar sangue e pode ser repetido várias vezes para manter a taxa dos glóbulos em níveis adequados. Na grande maioria dos casos, somente esta ação é necessária. Em algumas situações, o médico pode indicar medicamentos para impedir complicações.

 

Sobre o diagnóstico

 

A hematologista Evelyne Monteiro Silva, da Medquimheo, explica que a realização de exames de rotina como o hemograma é fundamental para a identificação da doença. “Normalmente, quem chama a atenção para isso é o clínico ou o médico de rotina do paciente. Caso identificada a anormalidade, o profissional poderá encaminhar a pessoa a um hematologista para análise”, explica.  


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *