BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Mitos e verdades sobre o transplante de medula óssea

julho 17, 2017 0
doacao-de-medula-ossea-.jpg

A medula óssea é uma estrutura que fica dentro dos ossos do corpo, responsável pela produção das células do sangue e das células de defesa. Porém, quando o assunto é doação de medula óssea, surgem muitas dúvidas entre as pessoas que têm o desejo de ajudar o próximo e não sabem como o processo funciona. Entenda!

Para a nossa hematologista Paola Morelato, aqui da Medquimheo, a doação de medula óssea tem como objetivo reconstituir uma novo órgão saudável. “É nela que se localizam as células-tronco hematopoiéticas, responsáveis pela geração do sangue (glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). Quando há deficiência na medula óssea, é necessário fazer o transplante”, salienta.

A doação de medula óssea é a esperança de cura para pacientes que sofrem de doenças benignas e malignas. “Ela é indicada em casos de leucemias, linfomas, mielodisplasias, anemia aplástica severa, entre outras doenças”, detalha nossa médica.

O transplante é uma cirurgia

MITO. O procedimento é uma transfusão venosa do material coletado para o paciente que precisa da nova medula óssea.

É preciso de anestesia

VARIÁVEL. Na doação via sangue periférico não há necessidade de anestesia, já na via punção de medula óssea a anestesia é fundamental e a internação do doador chega a um período de 24h, embora o procedimento seja seguro. “As principais reações colaterais após a doação via punção são cansaço, tontura e desconforto no local”, detalha nossa médica.

doacao-de-medula-ossea

Qualquer pessoa pode doar

MITO. Se o doador tiver algum tipo de câncer, doenças do sangue ou no sistema imunológico, a doação de medula óssea pode ser comprometida. Além disso, ele também será excluído se o procedimento atribuir-lhe algum potencial risco a sua saúde. A pessoa deve ter entre 18 e 55 anos e estar em bom estado de saúde. O doador deve ter a prioridade do cuidado no transplante de medula óssea.

O paciente tem que tomar muitos medicamentos

VERDADE. Cada paciente responde de uma forma à doação de medula óssea, mas a quantidade de medicamentos administrados é sempre muito alta. Os remédios são fundamentais para prevenir rejeição da medula óssea, além de infecções virais, bacterianas e fúngicas.

Fique atento aos próximos posts aqui no blog da Medquimheo e obtenha informações sobre o tratamento contra o câncer!


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *