BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

mitos-e-verdades-sobre-a-Leucemia-.png

A campanha do Fevereiro Laranja já está chegando ao fim, mas compartilhar informações sobre a leucemia deve ser uma ação durante todo ano. De acordo com as estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2020 foram mais de 10 mil novos casos e em média 7 mil mortes acarretadas pela doença, entre homens e mulheres.

Na era da internet, surgiram muitas informações falsas acerca da leucemia e para esclarecer os principais mitos e verdades sobre a doença, nós, do Blog da Medquimheo, preparamos este conteúdo especial. Continue a leitura!

💉 O que é leucemia?

A leucemia consiste no adoecimento de células na medula óssea, que impossibilitam a produção de outras saudáveis. A doença pode ser dividida em dois subtipos: aguda ou crônica e é também classificada de acordo com o tipo de glóbulo branco que está envolvido (mieloide ou linfoide). Os principais tipos de leucemia são:

🩸 Leucemia Mieloida Aguda (LMA);

🩸 Leucemia Mieloide Crônica (LMC);

🩸 Leucemia Linfoide Aguda (LLA);

🩸  Leucemia Linfoide Crônica (LLC).

Os principais mitos e verdades sobre a leucemia ❎✅

A anemia  pode se transformar em  leucemia? MITO ❌

A anemia pode ser um sintoma da leucemia, mas não é um fator de risco para o surgimento da doença.

O tabagismo aumenta a predisposição para leucemia? VERDADE ✅

Entre diversas substâncias tóxicas encontradas no cigarro, algumas podem aumentar a incidência de cânceres hematológicos, como a leucemia.

Somente quem tem contato com produtos químicos desenvolve leucemia? MITO ❌

A exposição a produtos químicos, como agrotóxicos e pesticidas pode ser um fator de risco, mas existem outras causas. Síndromes hereditárias e o tabagismo também podem predispor a esse tipo de câncer.

O diagnóstico precoce da leucemia aumenta as chances de cura? VERDADE ✅

Quando detectado em estágio inicial, a leucemia chega a ter 80% de chances de cura. Mas, para isso, é preciso ficar atento aos sintomas, que podem ser confundidos com outras doenças. Febre alta, dor nos ossos, hematomas ou sangramentos inexplicáveis, surgimento de ínguas, cansaço e perda de peso sem causas aparentes podem ser sinais de leucemia.

O transplante de medula óssea só é necessário em casos de leucemia? MITO ❌

Muitostipos de leucemia necessitam de transplante, mas esse não é o único caso. A medula óssea é capaz de ajudar no tratamento de cerca de 80 doenças que afetam as células do sangue como linfomas, anemias adquiridas ou congênitas e doenças autoimunes.

A doação de medula óssea é prejudicial para o doador? MITO ❌

O volume retirado do doador é de, no máximo, 15% de parte da medula óssea. Essa retirada não compromete a saúde de quem doa e em 15 dias o órgão já está recuperado.

#DicaMedquimheo: doar salva vidas! 🧡

A doação de medula óssea é um ato de solidariedade e uma atitude que pode salvar vidas. Visto que, o doador ideal (irmão compatível) está em cerca de apenas 25% das famílias brasileiras, para 75% dos pacientes que necessitam da identificação de um doador alternativo, que são encontrados a partir dos registros de voluntários cadastrados.

Em parceria com Instituto Nacional de Câncer (Inca), o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea (REDOME) fornece informações importantes sobre a doação de medula óssea, quais os passos necessários para se voluntariar, como fazer o cadastro e mantê-lo ativo. Confira!

Conheça nosso blog!

Nosso blog é repleto de posts para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Manchas roxas no corpo: conheça esse e outros sintomas de leucemia

Anemia pode virar leucemia? Entenda sobre as doenças!

Fonte: Instituto Nacional de Câncer (Inca).


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *