BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Mês de férias e bancos de sangue vazios: doe!

janeiro 13, 2017 0
doacao-de-sangue-destaque-medquimheo.jpg

As festas de fim de ano já passaram e as férias de verão estão apenas começando. Por conta disso, os hemocentros de todo país já registram baixa nos estoques de sangue. No período de janeiro, as doações caem e, ao mesmo tempo, a procura aumenta pelo número de acidentes que ocorrem nessa época.

É importante saber que muita gente precisa de uma coisa que não pode ser produzida, nem fabricada. Doar sangue é uma atitude incrível, sendo que uma bolsa de sangue é fracionada em vários hemocomponentes: plaqueta, hemácia, plasma e crio. Mesmo que você esteja de férias, reserve um tempinho do seu dia para doar ou até mesmo renovar o seu cadastro no banco de sangue.

Os pacientes que fazem tratamento de quimioterapia ou fizeram transplante de medula óssea, além daqueles que passaram por cirurgias, necessitam regularmente de transfusões de sangue. Segundo a nossa hematologista, Alessandra Prezoti, os tipos sanguíneos O positivo e negativo são os mais procurados. “A conscientização precisa ser o ano inteiro, pois doar é um ato muito bonito e que salva vidas”, comenta.

Doar: ato de solidariedade

O ato de doar sangue é uma forma de expressar solidariedade e transformar a vida de alguém! De acordo com o Ministério da Saúde, 1,8% da população brasileira doa sangue e, dessa parte, mais de 50% são espontâneos.

Entre 2013 e 2014, houve aumento de 5% na coleta de bolsas de sangue no país, passando de 3,5 milhões para 3,7 milhões. Ainda assim, é preocupação da pasta sensibilizar e fidelizar novos doadores.

Quem pode doar sangue?

Podem doar pessoas com peso mínimo de 50 quilos, que tenham entre 18 e 69 anos. Também são aceitos candidatos à doação de sangue com idade entre 16 e 17 anos, havendo o consentimento formal do responsável legal. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não estar em jejum.

Para a segurança do receptor do sangue, estão impedidos de doar aqueles que tiveram diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade, pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue como aids, hepatite, sífilis e doença de Chagas, usuários de drogas, aqueles que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual sem uso de preservativos, e mulheres grávidas ou amamentando.

Doe sangue e ajude a salvar vidas!


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *