BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Maio: o Mês Mundial de Combate ao Câncer de Ovário

maio 8, 2020 0
mes-mundial-de-combate-ao-cancer-de-ovario.jpg

O Dia Mundial do Câncer de Ovário, celebrado no dia 8 de maio, visa a conscientizar as mulheres para os fatores de risco e sintomas da doença. Mas o alerta não é só para o oitavo dia e, sim para o mês inteiro, o que configura maio como o Mês Mundial de Combate ao Câncer de Ovário.

Para comemorar a data, nós, da Medquimheo, conversamos com nossa super oncologista, Dra. Carolina Conopca, e preparamos um post com tudo o que você precisa saber sobre o câncer de ovário. Continue lendo e confira!

O que é câncer de ovário?

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de ovário é o segundo tipo de câncer ginecológico mais frequente e o sétimo mais comum em mulheres. Só neste ano, são previstos cerca de 6.650 novos casos no Brasil, sendo 100 destes para o Espírito Santo.

“Por ser um câncer silencioso que demora a apresentar sintomas, as mulheres devem estar atentas, principalmente após completar 50 anos, quando esse tipo de tumor costuma aparecer.”

-Carolina Conopca, oncologista Medquimheo

Quais são os tipos de câncer de ovário?

De acordo com o Instituto Oncoguia, existem três tipos de câncer de ovário: tumores epiteliais, que começam a partir das células que fazem revestimento externo do ovário; tumores de células germinativas, que começam a partir das células que produzem os óvulos; tumores estromais, que começam a partir das células que produzem os hormônios femininos estrogênio e progesterona.

Fatores de risco para câncer de ovário

Como a Dra. Carolina explica, mesmo que a maior parte dos casos de câncer de ovário surjam após os 50 anos, é possível notar um aumento na incidência deste tipo de tumor em mulheres mais jovens, principalmente os germinativos. Por isso, é importante se atentar!

Um fator ao qual as mulheres devem estar atentas é o histórico familiar. Os casos de câncer de ovário com histórico familiar representam 10% de todos os casos. Além disso, mulheres que tiveram casos de câncer de mama devem dar mais atenção à saúde, já que pode existir uma associação genética entre este e o câncer de ovário.

“Obesidade, consumo excessivo de bebidas alcóolicas, reposição hormonal e mulheres que realizam tratamento para fertilidade também são parte dos fatores de risco para câncer de ovário.”

Quais são os sintomas do câncer de ovário?

O câncer de ovário pode apresentar sintomas como mal estar e dificuldade de se alimentar, desconforto no abdômen, aumento do volume abdominal e perda de peso. No entanto, esses sinais costumam aparecer em estágios mais avançados da doença, o que reforça a importância da conscientização e realização de exames regularmente. Se descoberto em fase inicial, as chances de cura desse tipo de câncer chegam a 80%.

Como é o tratamento do câncer de ovário?

A principal forma de tratamento do câncer de ovário é por meio de procedimento cirúrgico, que garante à paciente uma melhor sobrevida. Além disso, sessões de quimioterapia podem ser associadas ao processo de tratamento 😉

Conheça o blog da Medquimheo!

Gostou do post? Então aproveite que descobriu nosso blog e confira outros conteúdos para se manter bem informado!

Anticoncepcional diminui riscos de câncer de endométrio e intestino

Anticoncepcionais: eles podem reduzir casos de câncer de ovário

Fonte: Dra. Carolina Conopca, oncologista Medquimheo, CRM: ES 11.130


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *