BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Janeiro Branco: conheça a campanha

janeiro 27, 2020 0
janeiro-branco-conheça-a-campanha-1200x837.jpg

A campanha Janeiro Branco visa a conscientização sobre a importância de cuidar da saúde mental e emocional. Para pessoas diagnosticadas com câncer, medo e dúvidas são sentimentos comuns e que, se não forem tratados, podem evoluir para doenças como ansiedade e depressão! No post de hoje, nós, da Medquimheo, vamos te explicar tudo sobre a campanha. Confira! 

O que é a campanha Janeiro Branco?

Janeiro Branco é uma campanha totalmente dedicada à conscientização e à prevenção de doenças que afetam a saúde mental e emocional. O objetivo é chamar a atenção das pessoas para questões de ordem psicológica-existencial, incentivando-as a tomarem o início do ano como um ponto de partida para olhar para dentro de si mesmas e pensar sobre suas vidas, seus relacionamentos e suas escolhas. 

Aproveite que 2020 está apenas começando e dedique mais tempo para cuidar da sua mente ao longo do ano! 

Qual a relação entre câncer e depressão?

Segundo o Observatório de Oncologia, até 29% das pessoas diagnosticadas com câncer podem desenvolver depressão. Isso acontece porque os pacientes oncológicos criam uma grande expectativa quanto ao tratamento e a cura, o que contribui para o desenvolvimento destas doenças. 

A depressão é caracterizada por um momento de tristeza duradouro ou repetitivo de grande intensidade. Porém, existem alguns outros sintomas que, somados a essa tristeza, caracterizam a doença e geram sérios prejuízos à saúde. Listamos abaixo alguns deles, confira:

  1. Perda de prazer nas atividades diárias;
  2. Diminuição da capacidade de raciocinar e/ou de tomar decisões;
  3. Lentidão e sensação de fraqueza;
  4. Alterações do sono (insônia ou muito sono);
  5. Alterações do apetite (perda ou aumento da fome);
  6. Isolamento social;
  7. Pensamentos negativos a respeito da doença.

É importante lembrar que alguns dos sintomas dessa lista são efeitos colaterais de tratamentos, como a quimioterapia, e não devem ser confundidos com a depressão. Para isso, o acompanhamento psicológico é fundamental, como ressalta a psicóloga oncológica Gabriela Simmer: 

“Como a quimioterapia por si só já provoca alguns efeitos colaterais como cansaço, desânimo e fraqueza, contar com apoio de um psicólogo neste momento é parte fundamental do processo de tratamento oncológico”.

Quais são os prejuízos gerados para um paciente oncológico depressivo?

Como a depressão causa desânimo e fraqueza, muitos pacientes oncológicos podem deixar de ir às consultas médicas ou às sessões de quimioterapia, o que é extremamente prejudicial para o processo de tratamento do câncer. Além disso, alterações emocionais podem favorecer mobilizações no sistema imunológico do paciente. 

Gostou do post? Então aproveite que descobriu nosso blog e fique por aqui:

Câncer e depressão: entenda a relação

Quimioterapia: 10 dúvidas comuns sobre o tratamento

Fonte: Dra. Gabriela Medeiros Simmer, psicóloga Medquimheo, CRP 16/4402.


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *