BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Imunoterapia: saiba o que é!

junho 27, 2019 0
imunoterapia-medquimheo.jpg

Quando se fala em tratamento para o câncer, muito provavelmente as palavras que passam pela sua cabeça são quimioterapia e radioterapia, não é mesmo? No entanto, no post de hoje você vai conhecer sobre a imunoterapia, um método consideravelmente recente, mas que desde as últimas décadas tem se tornado um importante tratamento para certos tipos de câncer, como melanoma, renal e de pulmão. Continue acompanhando e confira!

O que é a imunoterapia?

Diferentemente dos outros métodos de tratamento para o câncer, que atacam diretamente as células tumorais, a imunoterapia atua estimulando o sistema imunológico do paciente, por meio de anticorpos sintetizados em laboratório. Dessa forma o sistema imune se torna capaz de identificar e combater as células cancerígenas.

São duas as maneiras mais comuns de administrar os medicamentos da imunoterapia:

  • Intravenosa: diretamente na veia;
  • Subcutânea: por injeção no tecido subcutâneo.

Como funciona o tratamento da imunoterapia?

Vírus, fungos, bactérias e até mesmo algumas células cancerosas são consideradas substâncias desconhecidas pelo sistema imunológico e, por isso, são destruídas. No entanto, nem sempre o resultado é esse, há situações em que as células cancerosas não apresentam uma composição diferente das células saudáveis e, portanto, o sistema imunológico não consegue identificá-las como seres desconhecidos. Também existem casos em que elas até são reconhecidas, mas os anticorpos não têm força suficiente para combatê-las sozinhos.

O tratamento por meio da imunoterapiafoi desenvolvido justamente com o intuito de potencializar os resultados do sistema imunológico. Assim, este, conseguirá identificar e combater as células do câncer com uma facilidade maior.

A imunoterapia no Brasil

A Agência Nacional de Saúde já aprovou vários medicamentos imunoterápicos para pacientes com câncer de bexiga, pulmão, melanoma, linfomas de Hodgkin, tumores de cabeça e pescoço e câncer gástrico. Apesar das aprovações, somente um médico oncologista saberá ao certo definir o melhor tratamento para cada paciente.

Atenção

Como dito anteriormente, a imunoterapia é utilizada em alguns casos específicos de câncer. Além disso, pode ser administrada tanto como um tratamento em conjunto com outros, como também de forma isolada. Vai depender da recomendação do oncologista.

Manter-se hidratado, evitar a exposição solar e ter uma alimentação balanceada são medidas importantes para manter o sistema imunológico forte, capaz de combater o câncer.

Para continuar sempre te mantendo bem informado, nós, da Medquimheo, indicamos outros três conteúdos que produzimos, que podem te interessar. Confira:

  1. As 10 dúvidas mais comuns sobre a quimioterapia
  2. Radioterapia: uma alternativa para o câncer
  3. Alimentos que auxiliam no tratamento do câncer

Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *