Sequestro esplênico

fevereiro 16, 2017

O sequestro esplênico é uma complicação aguda grave responsável por grande morbidade e mortalidade em pacientes com distúrbios na formação dos glóbulos vermelhos.

O baço, órgão localizado no lado esquerdo do abdome, ajuda a defender o corpo e filtrar o sangue. Em pacientes com doença falciforme, a função do baço é diminuída e aprisiona uma grande quantidade de sangue no interior. Esse processo caracteriza o sequestro esplênico.

O distúrbio, que pode acontecer espontaneamente ou durante uma infecção qualquer, é muito grave e deve ser tratado o mais rápido possível, principalmente em crianças abaixo dos 5 anos. Clinicamente, no sequestro esplênico há dor abdominal, febre (se há infecção) e, dependendo da gravidade do quadro, choque hipovolêmico.