BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Falta de vitaminas durante o câncer: entenda qual é a relação

agosto 26, 2020 0
vitaminas.jpg

As vitaminas são substâncias orgânicas presentes nos alimentos e são essenciais para o perfeito funcionamento do organismo, já que participam de diversas funções do corpo. O organismo humano não pode sintetizar uma grande parte das vitaminas essenciais, por isso, é imprescindível obtê-las a partir da alimentação.

A falta de vitamina pode ser comum em pacientes oncológicos por diversos fatores. No post de hoje, nós, do blog da Medquimheo, preparamos um conteúdo especial sobre esse assunto. Continue lendo e confira!

 

Por que a deficiência de vitaminas acontece?

A principal forma de obter as vitaminas é por meio dos alimentos, e o tratamento oncológico traz efeitos colaterais que afetam diretamente a alimentação. Por exemplo, a falta de apetite e as náuseas podem levar a reduções significativas da ingestão alimentar, logo, também reduzem a oferta desses nutrientes. Não é incomum que ocorram alterações do paladar e seletividade alimentar, o que pode reduzir a variedade dos alimentos da dieta e levar a deficiências nutricionais.

Outro motivo pelo qual o câncer faz com que o corpo perca vitaminas é o aumento da demanda metabólica decorrente da própria doença. Além disso, algumas medicações podem diminuir a absorção intestinal ou fazer com que o organismo precise de um aporte maior de algum nutriente.

Algumas cirurgias realizadas para o tratamento do câncer também podem diminuir o aproveitamento das vitaminas.

 

Por que a perda de vitamina pode atrapalhar o tratamento?

Como as vitaminas são essenciais para diversas funções do corpo, as deficiências podem trazer efeitos indesejáveis. Em algumas situações podem, por exemplo, exacerbar a fraqueza e a anemia, dificultar a cicatrização e a recuperação das defesas do organismo, e até atrapalhar na resposta ao tratamento oncológico.

 

Como saber se existe perda de vitamina no corpo?

Para o diagnóstico das deficiências vitamínicas, é de extrema importância, além do acompanhamento médico, ter o acompanhamento com um nutricionista oncológico durante o tratamento, este fará a avaliação do padrão alimentar, dos sinais de deficiência e a solicitação de exames que irão alertar sobre os níveis das vitaminas no organismo.

 

#DicaMedquimheo: a Medquimheo conta com uma nutricionista especialista em oncologia para lhe ajudar a identificar possíveis deficiências.

 

Como suprir a falta vitamínica

A alimentação deve ser a principal fonte de vitaminas. Quanto mais natural e variada for a alimentação, melhor.

Mas caso não seja possível alcançar a quantidade suficiente de vitaminas apenas com a alimentação, o nutricionista oncológico pode indicar a utilização de suplementos vitamínicos para complementar a ingestão ou corrigir as deficiências existentes, mas o uso deve ser apenas através da prescrição de um profissional.

Nunca use suplementos sem o consentimento do seu nutricionista oncológico ou médico. O excesso de algumas vitaminas pode interferir negativamente no tratamento, como causar intoxicações, atrapalhar o funcionamento da quimioterapia ou radioterapia, prejudicar a resposta imunológica, entre outros efeitos colaterais.

 

Conheça nosso blog!

O nosso blog é cheio de posts incríveis para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Importância da higienização dos alimentos em tempos de COVID-19

Cuidados especiais para os pacientes oncológicos durante a pandemia

 

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252.


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *