BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

#DicaDaNutri: alimentação saudável começa na infância

fevereiro 18, 2019 0
alimentacao-saudavel-na-infancia-capa.jpg

A Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde que avaliou 3.083 crianças de dois a cinco anos de idade de todas as regiões do país, mostrou que apenas 13,8% das crianças consomem diariamente verduras folhosas, 19,5% consomem legumes e 43,8% ingerem frutas frescas todos os dias. Em contrapartida, a ingestão diária de alimentos não saudáveis foi frequente em até 25% dos entrevistados. No post de hoje, falaremos um pouco sobre alimentação saudável na infância, para saber mais sobre o assunto, acompanhe!

Os pais precisam ser exemplo

Como as crianças vêm, cada vez mais, consumindo alimentos pobres em nutrientes e se tornando sedentários, a nutricionista aqui da Medquimheo Naira Fraga, explica que o recomendado é que toda a família mude os hábitos alimentares e comece a praticar atividades físicas. Assim, a criança passa a adquirir, com uma maior facilidade, tais práticas.

“Além disso, é de extrema importância que os pais incentivem e treinem o paladar de seu filho, para que ele coma todo tipo de fruta, legume, verdura e até grãos integrais, mesmo que demonstre não gostar. Pois, as crianças aprendem pelo exemplo e vão desenvolvendo essa cultura gastronômica”, completa a nutricionista.

Alimentação infantil

As crianças não devem consumir alimentos industrializados, como biscoitos e refeições pré-preparadas e nem assistirem à TV, celular ou tablet durante as refeições. É preciso que elas foquem somente em suas refeições. Naira fala sobre o consumo de doces. “Os pais costumam liberar o consumo de doces e guloseimas para seus filhos como uma forma de agradar, mas é importante lembrar que a melhor forma para isso é cuidando. E preparar um prato cheio de frutas coloridas com carinho, é agradar também”, aconselha.

Equilíbrio: o melhor caminho

Para uma criança ter a alimentação ideal, é preciso consumir cinco porções por dia de frutas, verduras e legumes, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). É claro que a criança pode sim satisfazer suas vontades, e comer um hambúrguer com batata frita ou uma pizza, por exemplo, afinal isso não é um pecado. Mas, como tudo na vida, é preciso ter equilíbrio e comer com moderação.

Caso ainda tenha alguma dúvida, entre em contato com a gente e não deixe de continuar acompanhando nosso blog!

Fonte: Naira Fraga – nutricionista – CRN4: 15101252


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *