BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Tratamento do câncer

shutterstock_489814927.jpg

No mês mais rosa do ano, o Grupo de Mulheres da Medquimheo, doará a renda arrecadada com a venda de artesanatos confeccionados por elas para uma instituição de crianças em situação de risco, a Associação de Vivência Shalon. Tudo isso ocorrerá durante o Singularidade Revelada, a ser realizado no dia 19, das 8h30 às 13h, no Espaço de Eventos do Hospital Metropolitano e que trará uma movimentação de amor e apoio ao próximo, além de reunir especialistas que promoverão palestras relacionadas ao tema de câncer de mama e Outubro Rosa.

De acordo com Janine Rover de Mello, nutricionista da Medquimheo e uma das organizadoras, o evento de Outubro Rosa também contará com duas exposições fotográficas, a primeira será do Grupo de Mulheres Guerreiras Medquimheo. “A outra novidade será nossa linda exposição de fotos das crianças que estão em tratamento de câncer na clínica. Todas vestidas de super-heróis, mostrando o quão guerreiras são”, explica.

Gabriela Simmer, psicóloga e profissional também à frente do movimento de Outubro Rosa, explica que um dos principais objetivos é alertar sobre como é fundamental a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama e oferecer um momento de descontração a quem está nesta situação. “As mulheres que têm passado por esse momento estarão ativas no dia e serão, junto com as crianças, as grandes estrelas da exposição fotográfica”, conta.

Valor dos produtos revertidos a quem precisa de ajuda

As almofadas, panos de prato e chaveiros expostos à venda foram feitos pelas mãos das Mulheres Guerreiras da Medquimheo, que se empenham no tratamento contra o câncer e acreditam que a solidariedade é uma fonte determinante para o enfrentamento do problema.

O câncer de mama no ES

Segundo levantamento feito pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), cerca 1130 pessoas podem ser vítimas do câncer de mama no Espírito Santo até o final deste ano. Por isso o diagnóstico precoce é determinante para aumentar as chances de cura. 

Por isso, não deixe de comparecer ao evento Singularidade Revelada e continue acompanhando o Blog da Medquimheo para mais informações sobre o tratamento do câncer de mama.


quimioterapia-crioterapia-capilar.jpg

Quando se ouve falar em crioterapia, ela geralmente está relacionada a procedimentos estéticos para “perda de gordura”, não é mesmo? Mas você sabia que a técnica também pode ser utilizada nos cabelos, para evitar a queda dos fios em decorrência da quimioterapia? A oncologista da Medquimheo, Dr. Carolina Conopca conta um pouco mais neste post. Continue lendo!

O diagnóstico de câncer representa uma mudança muito grande na rotina. Além de lidar com a doença, os pacientes também enfrentam os efeitos colaterais, como náuseas, desconfortos, entre outros. A queda de cabelo também é uma das principais consequências da quimioterapia. No caso das mulheres, é comum que a autoestima seja afetada por isso.

A queda dos fios acontece porque a quimioterapia atua tanto nas células cancerígenas quanto nas saudáveis, atingindo inclusive os folículos pilosos, responsáveis pela produção dos cabelos, fazendo com que caiam.

A crioterapia previne a queda?

Segundo Dra. Carolina, em parte, previne a queda, sim! Ela explica que a crioterapia capilar “consiste em um sistema de resfriamento do couro cabeludo por meio de ar refrigerado conduzido por uma touca térmica, que a paciente usa durante as sessões do tratamento”.

De acordo com a médica, essa prática antes, durante e depois da quimioterapia reduz o fluxo sanguíneo nos folículos pilosos, preservando-os. Ainda assim, ela alerta que mesmo com a utilização da touca de resfriamento, é esperada a queda moderada dos fios, entre 30 e 50%.

Melhora da autoconfiança

É importante deixar claro que a crioterapia capilar não apresenta benefícios ou prejuízos quanto à eficácia da quimioterapia no tratamento do câncer. Mas, como conta a médica da Medquimheo: “Os ganhos estão no fato da técnica promover uma melhora na autoconfiança”.

Nossa psicóloga Gabriela Simmer também contribuiu com sua opinião, aqui para o Blog: “Muitas pessoas relacionam a autoestima somente a uma questão estética, mas vai muito além”, conta. De acordo com a profissional, quando a paciente está bem consigo, ela se sente mais forte e, portanto, mais preparada para enfrentar a quimioterapia.

Aqui na Medquimheo, nossa equipe está preparada para dar toda a assistência necessária durante o tratamento.

Caso tenha ficado com alguma dúvida, conte para nós nos comentários!


cancer-metastase-medico.jpg

É comum durante o tratamento oncológico ouvir alguns termos médicos que você não está familiarizado. Um deles é metástase, comumente usado com pesar para se referir ao estado de um paciente. Isso acontece porque o termo refere-se ao espalhamento do câncer para outras partes do corpo, além do local inicial. Continue lendo!

Apesar de causar espanto em algumas pessoas, não se desespere! A metástase não significa que o novo órgão afetado desenvolveu câncer. A oncologista aqui da Medquimheo Layla Torres Gaze explica: “a metástase ocorre quando as células cancerosas viajam por meio da corrente sanguínea ou vasos linfáticos para outras partes do corpo. Assim, elas continuam a ser do local primário, devendo ser tratadas da mesma forma.”

Segundo a médica, as metástases podem surgir em qualquer local do corpo. “As áreas afetadas com mais frequência são os pulmões, o fígado e os ossos, podendo variar de acordo com o câncer original”, salienta.

Como identificar o câncer da metástase

cancer

É comum que a identificação da metástase aconteça durante os exames realizados no diagnóstico do câncer primário. Entretanto, como as células cancerígenas vão se acumulando no novo local até formar um tumor semelhante ao original, é possível que a metástase só seja detectada após o diagnóstico inicial por meio das consultas, do exame físico e dos exames laboratoriais e de imagem.

Por isso, Dra. Layla ressalta a importância de manter um acompanhamento clínico após o diagnóstico e tratamento de um câncer localizado.

Tratamento do câncer metastático

O tratamento de um tumor a partir da metástase ocorre de diferentes formas. Uma delas é a terapia sistêmica, que é feita no paciente por meio da quimioterapia ou da hormonioterapia.

Outra excelente alternativa é o tratamento local, com cirurgia e radioterapia, ou mesmo uma combinação dos outros citados. A recomendação irá variar de acordo com cada caso. É fundamental consultar com o seu oncologista responsável a melhor escolha para você!

Continue acompanhando os posts aqui no blog da Medquimheo e saiba tudo sobre o tratamento de câncer!