BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Receitas

receitas-saudaveis-festas-juninas-e1561394134702.jpg

O mês de junho é um dos mais esperados do ano e os motivos são óbvios: as festas juninas! Um dos símbolos mais importantes do São João são as comidas típicas: milho, canjica, cocada, paçoca, bolo de fubá, arroz doce, pé de moleque, pamonha e cuscuz são alguns dos alimentos considerados “carros-chefes” nessa época do ano.

A nutricionista da Medquimheo, Naira Fraga, preparou um conteúdo especial com duas receitas saudáveis para que você aproveite as festanças com mais saúde.

Canjica

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de açúcar de coco ou mascavo;
  • 2 colheres de sopa de biomassa de banana verde;
  • 250 gramas de canjica branca;
  • 50 gramas de coco ralado;
  • 200 ml de leite de coco;
  • 750 ml de leite;
  • 400 ml de água;
  • Canela em pau;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo

Coloque a canjica de molho na água por cerca de 24 horas. Em seguida, transfira somente a canjica para uma panela de pressão e acrescente o leite, a água, a biomassa de banana verde e o açúcar mascavo ou de coco. Deixe cozinhar por, aproximadamente, 40 minutos, e desligue o fogo. Quando perceber que o conteúdo do recipiente já esfriou, adicione o coco ralado, o leite de coco, a canela e o sal. Volte novamente ao fogo (desta vez sem pressão) e mexa todos os ingredientes. Quando atingir um ponto cremoso é a hora de tirar do fogo e servir! Para quem gosta, uma boa dica é polvilhar com canela.

Bolo de fubá integral

Ingredientes:

  • 1 xícara de farinha de trigo integral;
  • 1 xícara de fubá;
  • 1 xícara de açúcar demerara;
  • 1/2 xícara de leite;
  • 3 ovos;
  • 1 colher de sopa de fermento;
  • 3 colheres de sopa de manteiga.

Modo de preparo

O primeiro passo é separar as claras das gemas e bater as claras em neve. Em seguida, é preciso adicionar cada ingrediente separadamente, até formar uma massa homogênea. A ordem deve ser: açúcar, gemas, farinha de trigo, fubá, leite, manteiga e fermento. Depois, basta despejar em uma forma e levar ao forno para assar. Por fim, desenforme e sirva.

O ponto do bolo: para saber a hora certa de tirá-lo do forno, espete um palito no bolo. Caso ele saia limpo, significa que está pronto.

A Medquimheodeseja uma excelente Festa Junina para você e toda sua família! E lembre-se: saúde em primeiro lugar! Aproveite também para conferir outras duas dicas de ouro da nossa nutricionista: suco verde de pêssego, que garante energia para o dia todo e quais são os alimentos capazes de ajudar na prevenção do câncer.

Fonte: Naira Marceli Fraga Silva – nutricionista – CRN4: 15101252.


sanduíche.jpg

A quimioterapia pode causar diversos efeitos colaterais ao paciente em tratamento de câncer. Nas primeiras horas, ou até alguns dias após o uso da medicação, podem ocorrer náuseas, alteração do paladar e falta de apetite. Todos esses sintomas são capazes de tornar a alimentação um momento difícil.

Para que a alimentação seja facilitada no dia a quimioterapia, a nutricionista da Medquimheo Naira Fraga reuniu dicas de lanches saudáveis e fáceis de preparar!

Opções de lanches para os dias de quimioterapia

A nutricionista explica que, alimentar-se a cada três horas, com pequenas porções, é uma ótima estratégia para os dias de tratamento. No momento de náuseas intensas, é indicada a ingestão de alimentos de textura mais seca. Alguns exemplos são os vegetais desidratados na forma de chips como mandioca, banana, batata e milho. Eles podem ser consumidos sozinhos ou com patês naturais, conforme a indicação da nutricionista.  

O sanduíche com recheio de patê de frango desfiado, com creme de ricota e hortelã ou manjericão é uma ótima sugestão de lanche saudável para ser experimentado. “Outra comida de fácil preparo e também nutritiva é a salada de macarrão com frango e legumes”, acrescentou.

Picolés cítricos como limão ou abacaxi são opções refrescantes que ajudam no controle de náuseas e perda do paladar. O mesmo vale para as frutas cítricas, que podem ser consumidas geladas ou na forma de sucos como de abacaxi com hortelã, de laranja com morango ou maracujá. Também pode ser feito um milk shake saudável em casa com frutas congeladas como banana e maracujá batidas no liquidificador com leite.

“Salpicar uma colher de leite em pó sobre as frutas ou na salada de fruta faz com que os lanches se tornem mais nutritivos sem deixá-los pesados”, acrescentou.

Como reduzir a náusea e a alteração do paladar?

Para reduzir a náusea durante o tratamento de câncer, a nutricionista indica que os pacientes podem dar preferência a alimentos mais frios ao invés dos quentes.

“Ingerir algo levemente ácido antes das refeições como suco de limão ou maracujá, molhos de limão para as saladas ou ralar o limão congelado por cima da comida também pode auxiliar no controle da náusea e da alteração do paladar”, disse Naira.

Veja também aqui no Blog alimentos que auxiliam no tratamento do câncer.

Fonte: Naira Marceli Fraga Silva – nutricionista – CRN4: 15101252.


sucos-verdes-saudaveis.jpg

Uma pesquisa recente do Ibope comprova um dado que, com certeza, você já imaginava: 98% dos brasileiros entrevistados se classificaram como cansados e 61%, exaustos. Não é incomum uma vida corrida, atarefada e com pouco tempo para cuidar de si, isso porque conciliar estudo, trabalho, família, relacionamento, não é algo fácil. Por conta disso, muitas vezes, acabamos sem forças para as tarefas do dia a dia. No post de hoje, trouxemos uma receita de um suco verde, que é rápido e simples de fazer e que conseguirá te proporcionar bastante energia!   

Suco verde de pêssego

Ingredientes:

  1. 6 cubos de gelo;
  2. 1 xícara de espinafre fresco;
  3. 1 xícara de leite de amêndoas;
  4. 1 ½ xícara de pêssego congelado;

Modo de fazer:

No liquidificador bata todos os ingredientes por aproximadamente 1 minuto e, em seguida, sirva em um copo.

Espinafre e seus benefícios

O espinafre é uma hortaliça versátil e que apresenta inúmeras vantagens para a saúde. A nutricionista da Medquimheo, Naira Fraga, explica alguns deles. “O espinafre ajuda a fortalecer o sistema imunológico, é rico em vitamina A, C, magnésio e coenzima Q10. Além disso, é um bom aliado ao combate ao câncer, seus fitoquímicos ajudam no combate aos radicais livres, fator influenciador do desenvolvimento da doença”, explica.

Pêssego e seus prós  

“O pêssego é rico em vitamina A, C e vitaminas do complexo B”. Listamos abaixo as vantagens do consumo dessa fruta:

  1. Combate radicais livres: como é rico em vitamina C, o pêssego consegue abastecer os estoques de antioxidantes no organismo, o que combate a ação dos radicais livres, responsáveis por efeitos colaterais como o envelhecimento precoce e o surgimento de algumas doenças, como o câncer por exemplo;
  1. Combate o intestino preso e oferece sensação de saciedade:  em razão da grande quantidade de fibras, o pêssego proporciona uma maior saciedade após a ingestão, além de ser um excelente alimento no tratamento do intestino preso;

Faça um suco verde de pêssego e se sinta bem e com energia suficiente para aproveitar o máximo do seu dia!

Para mais dicas de alimentação saudável, continue acompanhando os posts do blog da Medquimheo!

Fonte: Naira Fraga – nutricionista – CRN4: 15101252


bolinho-de-couve-flor-medquimheo-min.jpg

A couve-flor é uma hortaliça que merece estar sempre presente na sua alimentação, pois oferece uma grande quantidade de nutrientes. Além da vitamina C, B5, B6, B9, K e do manganês, contém antioxidantes que inibem os efeitos dos radicais livres. Segundo estudos do National Center for Biotechnology Information, a couve-flor é um dos alimentos que auxiliam no tratamento do câncer. Isso porque um dos seus componentes, o indol-3-carbinol, é responsável por prevenir mutações celulares.

Para facilitar e diversificar o consumo de alimentos saudáveis, várias receitas criativas são elaboradas. No post de hoje, vamos te ensinar a fazer um bolinho de couve-flor, uma receita simples e saudável. Continue lendo para não perder nenhum detalhe!

Bolinho de couve-flor

Ingredientes:

  • 1 unidade de couve-flor;
  • ½ unidade de cebola;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 2 colheres de sopa de farinha de linhaça;
  • ¼ xícara de farinha de mandioca fina;
  • ½ colher de chá de cominho em pó;
  • ½ colher de chá de fermento.

Modo de preparo

Corte toda a couve-flor em pequenos ramos e lave em água corrente. Em seguida, cozinhe até que fiquem bem macios. Em um processador ou liquidificador, adicione e bata os pedaços de couve-flor já cozidos junto com a farinha de linhaça, o azeite, a cebola cortada em cubos e os temperos à gosto. Depois de esfriar, acrescente a farinha de mandioca e o fermento químico, misturando bem. Modele os bolinhos como preferir e coloque-os em uma forma, levando ao forno, já pré aquecido, cerca de 25 a 30 minutos a 180° ou até ficarem dourados e com uma casquinha crocante.

Com receitas como essa fica fácil ter uma alimentação saudável, não acha? Para ter acesso a mais conteúdos, como dicas e receitas, continue acompanhando o blog da Medquimheo!


legumesgrelhadoscompesto-1200x1191.jpg

dezembro 25, 2018 Receitas0

INGREDIENTES
LEGUMES:
1 berinjela em rodelas
2 tomates em rodelas
1 abobrinha em rodelas

MOLHO:
2 xícaras (chá) de folhas de manjericão
1 dente de alho
4 colheres de sopa de azeite
½ xícara (chá) de nozes picadas
1 pitada de sal

MODO DE PREPARO
LEGUMES:
Em uma grelha, doure os legumes. Faça camadas com as rodelas de berinjela de tomate e de abobrinha. Reserve.

MOLHO:
Em um processador de alimentos, bata o manjericão com o alho, o azeite, as nozes e o sal. Sirva com os legumes.


Bolo-de-cenoura-sem-gluten-Baixa-4-1024x683.jpg

dezembro 25, 2018 Receitas0

INGREDIENTES:
2 ou 3 cenouras médias
1/2 xícara de óleo
3 ovos
1 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de farinha de trigo integral
1/2 xícara de farinha de trigo branco
1/2 xícara de farelo de aveia
1 colher de fermento em pó

PREPARO:
Bater no liquidificador as cenouras, o óleo, o açúcar mascavo por 5 minutos em velocidade alta. Em uma vasilha, acrescente as farinhas de trigo, aveia e o fermento em pó (misturando bem). Asse em uma assadeira untada por cerca de 40 minutos, em forno médio pré aquecido.

COBERTURA:
1 colher de sopa de achocolatado diet
2 colheres de chá de cacau em pó
2 colheres de água
Modo de Preparo: Misturar tudo, colocar em uma panela e levar ao fogo até engrossar.


acompanhamento-de-feijoada-farofa-1320339-640x480.jpg

dezembro 25, 2018 Receitas0

INGREDIENTES:
1 xícara de chá de amêndoas
2 colheres de sopa de azeite
1 cebola picada
5 colheres de sopa de alho poró picado
2 colheres de sopa de aipo picado
1 xícara café de farinha de mandioca
Sal de ervas a gosto

PREPARO:
Triture as amêndoas no processador até virar uma farinha e reserve. Em um panela, refogue a cebola e o alho no azeite. Em seguida, acrescente o alho poró, o aipo, as amêndoas bem trituradas e a farinha de mandioca. Mexa até a mandioca ficar no ponto de farofa e tempero a gosto. Sirva em seguida.


Receita-de-picolé-caseiro-003.jpg

dezembro 25, 2018 Receitas0

Ingredientes:
1 abacaxi picado
1 caixinha de morangos
3 folhas de hortelã fresco
1/2 copo de semente de chia
Suco de 1 limão
1/2 copo de iogurte natural

Modo de Preparo:

Liquidificar todos os ingredientes, adicionar em forminhas de gelo ou forminhas específicas para picolé.

Fica uma delícia!!


carne-vermelha-magra.jpg

Os carnívoros de plantão, e até mesmo aqueles que não resistem a um churrasquinho no fim de semana, já sabem as opções mais saborosas e os pontos ideais para degustar cada corte. Entretanto, para o consumo de carne saudável, é preciso conhecer o corte mais leve e nutritivo, aproveitando melhor os principais benefícios dessas proteínas! A nutricionista da Medquimheo Janine Rover dá a dica, confira!

Segundo a profissional, a carne vermelha magra é uma fonte de proteína de alto valor biológico, de ferro, vitaminas do complexo B (principalmente a B12), e de muitos outros nutrientes. “Elas exercem um papel importante em nosso corpo, atuando no crescimento, regeneração, renovação de tecidos”, conta Janine.

Entretanto, a nossa especialista alerta, que, mesmo sendo uma ótima fonte de proteínas e minerais, o consumo de carne vermelha magra deve ser limitado na dieta. Isso porque, ao contrário da carne branca, esse tipo é rico em gordura saturada e pode causar danos à saúde, se ingerido em excesso.

Quais cortes escolher para uma carne vermelha magra?

“Os cortes considerados mais magros são patinho, maminha, músculo, lagarto, filé mignon, coxão duro e coxão mole”, conta. Já sobre os cortes que devem ser evitados, Janine cita: acém, alcatra, contra filé de costela, cupim, picanha, fraldinha e costela.


A nutricionista da Medquimheo reforça que a carne vermelha, mesmo que magra deve ser consumida com moderação. ” A indicação é que seja consumida até 2x na semana”, recomenda.

E você, tem costume de consumir carne vermelha magra em casa? Fique de olho em nosso blog para mais dicas de saúde e bem-estar!


beneficios-da-tapioca-1.jpg

De uns tempos para cá a tapioca está cada vez mais na moda e já conquistou muita gente pelo estômago! Mas será que vale mesmo a pena incluir esse alimento na dieta? A nutricionista da Medquimheo Janine Rover conta sobre os benefícios da tapioca, esse lanche superbrasileiro! Continue lendo!

Versatilidade é provavelmente um dos maiores benefícios da tapioca. A nutricionista da Medquimheo conta que pode ser incluída em quase todos os horários do dia, como no café da manhã em substituição aos pães ou até nos lanches intermediários entre as refeições principais.

Muitas pessoas perguntam, a tapioca engorda? Essa resposta vai depender muito do recheio que é utilizado, mas a nutricionista esclarece: “De um modo geral, a tapioca é, sim, uma boa alternativa para substituir o pão branco, por ter rápida digestibilidade e nada de sódio, mas em termos calóricos, os dois são muito parecidos”, conta Janine.

Escolha bem o recheio

Segundo Janine, um dos maiores benefícios da tapioca é que ela é rica em carboidratos, não tem glúten, sódio e não leva gordura nem no preparo. Por outro lado, é pobre em fibras, proteínas e é um alimento de alto índice glicêmico: “Para isso, associe a uma fibra, como por exemplo, salpique uma colher de sopa de chia ou aveia junto com a goma de mandioca, no preparo da tapioca”, aconselha a nutricionista da Medquimheo.

Uma outra dica é rechear a tapioca com proteínas como frango, claras de ovos ou até atum, que também reduzem o índice glicêmico.

Tapioca recheada

Como preparar a tapioca

Quer saber mais um dos benefícios da tapioca? Ela é superfácil de preparar! Atualmente você pode encontrar a goma hidratada em qualquer supermercado, uma vantagem da popularidade. Em casa, preaqueça a frigideira, de preferência antiaderente. Depois, com uma colher, polvilhe a tapioca na frigideira preenchendo toda sua superfície com a goma. Em 5 minutinhos está pronta! Agora é só adicionar o recheio, enrolar e se deliciar!