BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Notícias

doacao-de-sangue-na-pandemia.jpg

junho 29, 2020 Notícias0

O mês de junho é associado com a campanha Junho Vermelho, com o intuito de sensibilizar e ressaltar sobre a importância da doação de sangue. Devido ao cenário de distanciamento físico gerado pela pandemia da Covid-19, os bancos de sangue têm passado por um desabastecimento em escala mundial, o que reforça a importância desse ato de empatia e amor ao próximo.

Para celebrar a campanha, no post de hoje, nós, da Medquimheo, reunimos as principais informações sobre a importância da doação de sangue. Continue lendo e confira.

Importância da doação de sangue na pandemia

Segundo dados do Ministério da Saúde, depois de um aumento nas doações de sangue no mês de abril, os hemocentros de todo o país registraram uma queda de 30% em volume no mês de maio. A situação é emergencial para os tipos O positivo e O negativo e crítica para o tipo A. Nesse sentido, incentivar as pessoas a se tornarem doadoras de sangue é de extrema importância para que vidas não sejam perdidas!

Como é feita a doação de sangue?

A doação de sangue é um ato simples e rápido, mas de extrema importância. A coleta leva em torno de 10 minutos e o procedimento é totalmente seguro e não oferece riscos, porque nenhum material usado é reutilizado. O sangue passa por testes para detectar impurezas que possam prejudicar o receptor e, só depois de uma avaliação positiva, ele é utilizado.

Vale ressaltar que, apesar das preocupações com o contágio durante a doação de sangue na pandemia, os hemocentros estão tomando todas as medidas de higiene e distanciamento social necessárias para garantir a segurança do doador.

Quais são os requisitos para doar sangue?

Um dos principais requisitos para doar sangue é ter entre 16 e 69 anos. Há duas restrições: os menores de 18 anos precisam da autorização dos responsáveis legais e a primeira doação deve ser feita, obrigatoriamente, até os 60 anos.

O interessado precisa apresentar documento de identificação original com foto, preencher um cadastro com informações básicas e responder a um questionário. Em seguida, passará por uma triagem para examinar sinais vitais como pressão arterial, pulso e temperatura. O espaço de tempo entre as doações para aqueles que já são doadores são de dois meses para os homens e três meses para as mulheres.

Conheça o blog da Medquimheo! 

O nosso blog é composto por inúmeros posts incríveis para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Doar sangue: um ato seguro que pode salvar muitas vidas

Dia Mundial do Doador de Sangue: amor que circula

 

Fonte: Alessandra Prezoti, hematologista Medquimheo, CRM-ES 6782.


teleconsulta-medquimheo.jpeg

junho 26, 2020 Notícias0

Com as transformações causadas pela Covid-19, nós da Medquimheo, também nos reinventamos para garantir a continuidade do tratamento de nossos pacientes. As teleconsultas foram a alternativa que encontramos para este período e têm sido realizadas de forma segura e eficaz. Para saber mais sobre essa forma de atendimento, continue lendo e confira!

O que é teleconsulta e como ela é feita?

Teleconsulta é uma modalidade de consulta médica realizada à distância com o auxílio de mecanismos tecnológicos, principalmente, por meio de videoconferência. Ou seja, na teleconsulta, médico e paciente não se encontram fisicamente no mesmo local, todo o processo é realizado no ambiente virtual.

O sistema implantado para nossas teleconsultas permite a videochamada nesse próprio ambiente, o que aumenta a segurança dos dados dos pacientes. Dessa forma, receitas, atestados e solicitações de exames e procedimentos podem ser feitos, assinados digitalmente e enviados por email para o paciente, sem passar por terceiros.

Qual é a diferença entre teleconsulta e telemedicina?

Uma das dúvidas mais recorrentes sobre as teleconsultas é se elas são o mesmo que telemedicina. É comum ouvirmos falar desses conceitos como se fossem sinônimos, mas há diferenças e a  principal delas é a dimensão de cada um desses serviços.

De acordo com o Conselho Federal de Medicina (CFM), a telemedicina é o exercício da Medicina por meio da utilização de metodologias interativas de comunicação audiovisual e de dados. Nesse sentido, a teleconsulta seria uma ramificação da telemedicina.

Porque a teleconsulta é importante durante a pandemia?

Atender na modalidade de teleconsulta permite que nossas instalações tenham menor número de pacientes e, como consequência,  garante maior segurança para aqueles que precisam de atendimento e procedimentos presenciais. Nosso objetivo é preservar ao máximo a segurança dos profissionais e pacientes, sempre com foco na excelência do serviço e com o mesmo cuidado e carinho 😉

Projeto Guerreiras Medquimheo de volta!

É com muita alegria que decidimos retornar os encontros quinzenais do nosso projeto Mulheres Guerreiras pelo formato online. O grupo com nossas pacientes é plotado pela nossa psicóloga, Dra. Gabriela Simmer, e nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga.

Conheça nosso blog!

O nosso blog é composto por inúmeros posts incríveis para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Dicas de atividades para realizar na quarentena

Dicas para manter a qualidade de vida e a saúde mental na quarentena

 


higienizacao-dos-alimentos-na-pandemia.jpg

Com a pandemia do novo coronavírus muita coisa tem mudado na rotina, principalmente com a necessidade de incorporação de novos hábitos. Devido ao risco de transmissão do vírus da COVID-19 por alimentos e produtos contaminados, caso tenham sido expostos à secreção respiratória de uma pessoa infectada, limpá-los da maneira adequada torna-se tarefa fundamental.

Por isso, no post de hoje, nós, da Medquimheo, entrevistamos nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga, para dar dicas de como higienizar os alimentos durante a pandemia. Continue lendo e confira!

Por que higienizar os alimentos antes de consumi-los?

A principal forma de contágio do coronavírus é pelo contato com fluidos infectados. Em mercados e feiras há uma grande circulação de pessoas e constante manipulação de itens das prateleiras, o que os tornam meios contaminados, tanto em relação aos produtos, quanto ao espaço físico.

“Muita gente tem mania de segurar um produto e manuseá-lo para decidir se vai comprá-lo ou não. Esse constante contato de inúmeras pessoas nos itens que você pode levar para casa aumenta exponencialmente os riscos de contágio da COVID-19. É por isso que higienizá-los corretamente é tão importante.”

– Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

Como higienizar alimentos e produtos na pandemia?

Ao chegar das compras, o primeiro passo é higienizar as superfícies da cozinha onde os alimentos serão manipulados ou guardados, com água e sabão ou álcool gel,  como bancada, pia e despensa. Para produtos industrializados, o ideal é usar um pano com álcool gel 70% para limpar as embalagens e, só assim, guardá-las.

Alimentos cozidos apresentam baixo risco de contaminação. Já com alimentos que serão consumidos in natura, como folhas e frutas, a higienização deve ser feita como preconiza a segurança alimentar: lavar em água corrente para retirar sujeiras, parasitas e pequenos insetos e depois deixar de molho em solução clorada por 15 minutos, em média.

Cuidados ao receber comida por delivery

Uma recente pesquisa realizada pela OnYou – uma das maiores empresas de cliente oculto do Brasil – revelou que neste período de pandemia, delivery de restaurantes representa 89% do total de pedidos. O isolamento social tem contribuído para que as pessoas optem cada vez mais pelo food service em casa.

Diante dessa realidade é fundamental adotar medidas para evitar contaminação com as entregas feitas em sua casa. Para isso, nossa dica é optar pela entrega sem contato, uma modalidade que as principais plataformas de delivery passaram a disponibilizar. Além disso, recomenda-se higienizar toda a embalagem com álcool gel 70%.

#DicaMedquimheo: opte por comprar refeições de restaurantes que já conheça e que tenham adotado medidas para evitar contaminação por coronavírus. Dessa forma você garante o direito a uma alimentação mais segura e com menos riscos de infecção 😉

Conheça o blog da Medquimheo!

Aproveite que descobriu nosso blog, fique por aqui e confira mais conteúdos exclusivos para se manter bem informado 😉

Cuidados especiais para os pacientes oncológicos durante a pandemia

Pacientes oncológicos podem fazer dieta para emagrecer durante a quimioterapia?

Importância do nutricionista para o tratamento oncológico


pacientes-oncologicos-podem-fazer-dieta.jpg

Se somos aquilo que comemos, num contexto oncológico o cuidado com a alimentação deve ser redobrado. Isso ocorre porque o correto equilíbrio de nutrientes e vitaminas no corpo pode influenciar no tratamento do câncer e na qualidade de vida do paciente oncológico. Como a adoção de dietas para emagrecer pode afetar esse equilíbrio, é preciso se atentar!

No post de hoje, nós, da Medquimheo, consultamos nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga, e preparamos um conteúdo especial com tudo o que você precisa saber sobre a alimentação durante a quimioterapia. Continue lendo e confira!

Por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia?

A quimioterapia, um dos principais tratamentos para o câncer, na maioria das vezes, apresenta efeitos colaterais como perda de apetite e feridas bucais, que podem acarretar na perda de peso do paciente. Por isso, cuidar da alimentação durante o tratamento é fundamental.

Segundo a Dra. Naira, as dietas para emagrecer podem impactar, de maneira negativa, o sistema imunológico do paciente e, como consequência, o tratamento oncológico. Como afetam o equilíbrio de nutrientes do corpo, antes de adotar uma dieta, é preciso consultar um nutricionista. Combinado?

“O paciente bem nutrido tem menos complicações pós-operatórias, melhor cicatrização e desempenho físico, menos efeitos colaterais relacionados ao tratamento e um sistema imunológico mais fortalecido.”

-Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

Como cuidar da alimentação?

Agora que você já sabe por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia, separamos algumas dicas para te ajudar nessa missão. Vamos conferir?

1 – Mantenha-se hidratado

Alguns medicamentos para o câncer, principalmente os quimioterápicos, podem causar efeitos colaterais nos rins. Por esse motivo, é fundamental manter uma boa hidratação. A água estimula a circulação de sangue, o que garante bom funcionamento renal. Além disso, a desidratação pode ser um fator de complicação no tratamento e piorar os efeitos colaterais. Nossa dica é encarar a água como uma forte aliada e nunca esquecer de ingerir a quantidade adequada por dia 😉

2 – Evite alimentos com excesso de açúcar e gordura

Para a Dra. Naira, é essencial que os pacientes oncológicos evitem alimentos que apresentam maior quantidade de açúcar, gordura e sódio, como os industrializados,  embutidos, queijos amarelos, refrigerantes e bebidas alcóolicas. Dê preferência às frutas, legumes, verduras, cereais, carnes magras e peixes.

#DicaMedquimheo: amêndoas, batata doce, brócolis e espinafre são alguns dos alimentos que, por possuírem propriedades antioxidantes, podem fortalecer o sistema imunológico. Converse com seu nutricionista para incluí-los em seu cardápio.

3 – Faça um acompanhamento nutricional

A nutrição é um fator determinante para a qualidade de vida dos pacientes oncológicos e para uma boa resposta ao tratamento, já que busca reduzir os impactos da doença e dos efeitos colaterais no organismo. Além disso, o acompanhamento nutricional pode auxiliar no controle dos sintomas do câncer.

Cuidado com a alimentação durante a pandemia de COVID-19

Neste momento de pandemia do novo coronavírus, estar com a imunidade alta é primordial. O nosso sistema imunológico atua como uma barreira contra doenças e, por isso, é super importante mantê-lo fortalecido. Para tanto, é preciso cuidar da alimentação – nossa principal aliada de uma boa imunidade.

Conheça o blog da Medquimheo!

Aproveite que descobriu nosso blog e confira mais conteúdos com dicas da nossa nutricionista para cuidar da sua alimentação:

Nutrição e sono: como sua alimentação pode impactar a qualidade do sono

Light x Diet: entenda a diferença!

#DicaDaNutri: conheça os benefícios da tapioca para sua saúde!

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252.


cuidados-especiais-pacientes-oncologicos-na-pandemia.jpeg

março 27, 2020 Notícias0

A reclusão social tem sido uma das principais medidas para conter o avanço do novo coronavírus e, por isso, nós, da Medquimheo, temos um pedido especial: se você não está em tratamento infusional, fique em casa pelos profissionais que continuam atuando mesmo diante desse atual cenário. Os membros de nossa equipe não podem ficar em casa, mas você pode, por eles!

E mais: durante esse período, os cuidados com a saúde precisam ser redobrados. Para ajudar nossos pacientes oncológicos, preparamos esse post com as principais medidas que devem ser adotadas para garantir uma eficaz prevenção da Covid-19. Continue lendo e confira!

Quais cuidados os pacientes oncológicos precisam ter?

De acordo com o Instituto Oncoguia, para se prevenir do coronavírus, os pacientes oncológicos devem evitar contato com qualquer pessoa que tenha sintomas de gripe e/ou que esteja em investigação para possível infecção da Covid-19, e com pessoas que tenham chegado, recentemente, do exterior.

Vale ressaltar que é necessário, regularmente, lavar as mãos com água e sabão por cerca de 40 a 60 segundos e higienizá-las com álcool gel 70%. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca e cobrir o rosto ao tossir ou espirrar também são hábitos que devem ser adquiridos para garantir a prevenção do coronavírus. Combinado?

“É fundamental que nossos pacientes também evitem aglomerações e locais fechados; contato físico, como cumprimentar com abraços e beijos e restringir as visitas hospitalares àquelas estritamente necessárias.”

-Carolina Conopca, oncologista Medquimheo

Perguntas e respostas sobre o coronavírus

A seguir, separamos uma série de perguntas e respostas sobre o coronavírus para te ajudar na prevenção da Covid-19 e garantir que sua saúde não seja prejudicada. Confira!

Pacientes oncológicos devem interromper o tratamento?

Os pacientes oncológicos não devem interromper o tratamento contra o câncer em hipótese alguma! O ideal é conversar com seu médico sobre a melhor forma de continuar seu tratamento sem se expor a riscos.

Remédios para aumentar a imunidade previnem o coronavírus?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), até o momento, não existem vacinas ou medicamentos capazes de prevenir ou combater o coronavírus. Por enquanto, o que todos precisamos fazer é adotar as medidas de prevenção e respeitar o período de reclusão em casa!

Pacientes com baixa imunidade devem usar máscaras?

As máscaras são utilizadas, principalmente, pelos profissionais de saúde e pacientes que estão sintomáticos. Pacientes em protocolo de quimioterapia serão avaliados quanto à necessidade caso a caso 😉

Como ficam as sessões de quimioterapia?

A orientação é para que os pacientes não interrompam seu tratamento oncológico. Caso apresente sintomas sugestivos de infecção pelo coronavírus, como febre, coriza, tosse seca e falta de ar, entre em contato com seu médico.

Existem medidas que podem ajudar a melhorar a imunidade?

Algumas iniciativas podem ajudar a melhorar a imunidade, como se alimentar bem e de forma saudável, não consumir bebidas alcoólicas, praticar exercícios leves e moderados em casa e dormir de 7 a 8 horas por noite.

Conheça o nosso blog!

No blog da Medquimheo, você encontra conteúdos exclusivos sobre os mais diversos assuntos para ficar bem informado e por dentro de todas as novidades! Se gostou do post de hoje, aproveite e continue por aqui:

Coronavírus: o que é, sintomas e prevenção

Fonte: Instituto Oncoguia.


dia-mundial-do-cancer.jpg

Comemorado no dia 4 de fevereiro, o Dia Mundial do Câncer tem como objetivo aumentar a conscientização e educar a população sobre a doença. Para marcar a data, nós, da Medquimheo, preparamos um post especial com tudo o que você precisa saber sobre a campanha. Vamos conferir?

O que é o Dia Mundial do Câncer?

O Dia Mundial do Câncer foi criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). A data tem o intuito de alertar a população sobre a doença que, entre 2018 e 2019, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), atingiu cerca de 600 mil brasileiros.

O que significa o slogan “Eu sou e eu vou”?

O slogan “Eu sou e eu vou”, tema da campanha de 2019 a 2021, é um apelo ao compromisso pessoal e chama atenção para o poder que uma ação individual tem de impactar o futuro de uma pessoa diagnosticada com câncer.

A luta é de todos

A campanha propõe que todas as pessoas possam contribuir, de alguma forma, na prevenção, identificação de sinais e tratamento do câncer. A data deve mobilizar e inspirar a população!

“Quanto mais pessoas entenderem sobre o câncer, mais a luta para enfrentá-lo se torna equilibrada. Familiares e amigos podem se ajudar e alertar uns aos outros sobre a importância de realizar exames periodicamente, o que pode contribuir para um diagnóstico precoce, por exemplo.”

                                                                                                         – Carolina Conopca

Diagnóstico precoce aumenta as chances de cura

Você sabia que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura do câncer? De acordo com o Inca, a identificação de tumores em estágios iniciais aumenta essa possibilidade em 80%.

#DicaMedquimheo: não deixe de visitar seu médico! Realizar check ups e consultas médicas na frequência recomendada contribui para a identificação do câncer em níveis iniciais 😉

Gostou do post? Então fique por aqui e confira mais uma sugestão de conteúdo que separamos para você!

Mitos e verdades mais comuns sobre o câncer

Fonte: Dra. Carolina Conopca, oncologista Medquimheo, CRM: ES 11.130.


cancer-de-pele.jpg

Você sabia que o câncer de pele é uma das doenças mais frequentes no nosso país? É isso mesmo que você acabou de ler ! Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse tipo de neoplasia maligna corresponde a cerca de 33% de todos os diagnósticos da doença registrados no Brasil. Quer saber mais sobre esse assunto para se prevenir e alertar seus amigos e familiares? Então, continue acompanhando nosso post. Vamos lá ?

O que é câncer de pele?

O câncer de pele é uma doença provocada pelo crescimento descontrolado e anormal de células que compõem a pele humana. Uma das principais causas do câncer de pele é a exposição excessiva aos raios solares sem a devida proteção. Segundo o Inca, essa doença possui duas classificações: câncer de pele melanoma e não melanoma.

  • Câncer de pele melanoma: pode aparecer em qualquer parte do corpo na forma de manchas, pintas ou sinais. É o tipo mais grave da doença por conta da sua capacidade de provocar metástase, que é a disseminação do câncer para outras partes do corpo.
  • Câncer de pele não melanoma: é o tipo mais comum aqui no Brasil e é o que possui maior chance de cura.

Sintomas do câncer de pele:

Segundo a Dermatologista Mary Lane Alves, da Medquimheo, sinais ou pintas que mudam de cor ou forma, feridas que não cicatrizam em até 4 semanas e manchas que coçam ou sangram estão entre os principais sintomas do câncer de pele.

Como identificar o câncer de pele?

O diagnóstico do câncer de pele deve ser feito, exclusivamente, por um médico especialista. Para auxiliar na identificação precoce de um possível tumor cutâneo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a American Cancer Society defendem a utilização do método ABCDE como uma forma de autoexame.

Essa regra consiste em características que você deve observar nas manchas ou pintas da sua pele. Dessa forma, a mancha precisa ser investigada caso: ela possua lados assimétricos (A); não possua bordas lisas (B); possua cores diferente dos tradicionais tons de marrom (C); possua diâmetro maior de 0,6 cm (D); apresente sinais de evolução (E).

Tratamento e prevenção do câncer de pele:

Agora que você já sabe que a exposição excessiva ao sol pode trazer muito mais do que a marquinha do verão, vamos te ajudar a se prevenir do câncer de pele em três passos básicos:

  1. Evitar exposição ao sol nos períodos de raios solares mais intensos, ou seja, de 10:00 às 16:00;
  2. Utilizar filtro solar o tempo todo, mesmo em dias nublados;
  3. Sempre que possível, usar roupas que protejam sua pele, como camisas de manga e calças.

Mas, se mesmo assim você for diagnosticado com a doença, fique tranquilo ! O câncer de pele tem cura e tratamento. Em estágios iniciais, o procedimento indicado é uma cirurgia oncológica para retirada da lesão, e em casos mais graves, pode ser indicado, além da cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia.

Se você chegou até aqui e quer saber mais sobre o assunto, que tal acessar esse link? Câncer de pele: sol de inverno também apresenta perigo

Fonte: Dra. Mary Lane Alves Nemer, dermatologista, CRM ES 4381.


receitas-de-fim-de-ano-de-dar-agua-na-boca.jpg

Mais um ano chega ao fim e, para que você possa aproveitar o cardápio das festas de fim de ano sem medo, nós, da Medquimheo, preparamos um post com dicas de receitas para fazer no final de ano e deixar sua ceia ainda mais deliciosa.

Consultamos nossa nutricionista, Drª Naira Fraga, para sugerir duas receitas especiais e surpreender seus convidados com pratos saudáveis e saborosos. Quer saber quais são? Continue acompanhando! 

Receita de carne marinada com limão, alecrim e mel

Os pratos principais são sempre os mais aguardados dos cardápios das festas de fim de ano. Que tal inovar sua ceia com um prato diferente e saboroso? A nossa dica de prato principal é: carne marinada com limão, alecrim e mel

Ingredientes: 

  • 1kg de filé mignon (ou de seu corte bovino favorito) 
  • suco de 1 limão
  • duas colheres (sopa) de mel
  • alecrim
  • sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Em uma tigela, esprema o limão, junte ao suco o alecrim, o mel, o sal e a pimenta. Misture bem e reserve. Na assadeira, disponha os pedaços da carne e, com auxílio de uma colher, despeje o caldo sobre eles. Cubra com plástico filme e deixe marinar. Depois é só colocar a carne para assar e servir! 

Receita de arroz selvagem com castanhas 

Uma dica para acompanhamento do prato principal é apostar no arroz selvagem com castanhas. Além de exótico, o prato é uma excelente opção versátil, ou seja, combina com tudo!

Ingredientes:

  • 300g de arroz selvagem
  • 60g de manteiga
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte clara)
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte escura)
  • 100g de castanha-do-Pará picada
  • sal e pimenta a gosto 

Modo de preparo:

Cozinhe o arroz selvagem com sal, em fogo baixo, com panela tampada, até que fique cozido. Em outra panela, aqueça a manteiga e nela doure a parte clara da cebolinha e a castanha-do-pará. Acrescente o arroz, corrija o sal e tempere com pimenta. Retire do fogo e acrescente a cebolinha verde picada.

Sobremesa para as festas de fim de ano

Para fechar o cardápio da sua ceia de fim de ano com chave de ouro, a dica de sobremesa é investir em morangos com tâmaras. A forma de servir esta sobremesa vai depender da sua criatividade! 

Gostou do post? Então fique por aqui e descubra outros dois conteúdos incríveis do nosso blog:  

Suco de romã possui propriedades anticancerígenas

3 receitas que ajudam na quimioterapia


importancia-da-doaçao-de-sangue-no-fim-de-ano.jpg

Festas de fim de ano e férias são períodos em que os bancos de sangue e hospitais registram baixa no estoque de sangue disponível. E é exatamente essa a época de maior utilização de sangue! Isso acontece por conta dos elevados índices de acidentes e imprudências no trânsito, entre outros fatores.

Como a doação de sangue fica ainda mais importante no fim de ano, nós, da Medquimheo, preparamos um post para esclarecer todas as suas dúvidas sobre esse gesto de solidariedade.

Por que é importante doar sangue?

Doar sangue é um gesto de solidariedade muito importante, já que com apenas uma doação é possível salvar até três vidas! 

É seguro doar sangue? 

Sim, doar sangue é seguro! Todo o processo de coleta de sangue do doador é feito com materiais descartáveis e de uso único, evitando o risco de contaminação. 

Não se preocupe! Doar sangue não prejudica a saúde do doador. Durante o processo, são coletados menos de 10% do volume total de sangue do seu corpo, o que corresponde a, aproximadamente, 450 ml de sangue. 

Quanto tempo dura a doação de sangue? 

Todo o processo de doação de sangue, que envolve cadastramento, aferição de sinais vitais, triagem clínica, coleta de sangue e lanche, leva cerca de 40 minutos. 

O que é feito com o sangue doado?

Com apenas uma doação de sangue é possível salvar três vidas. Isso só se torna possível porque o sangue coletado sofre separações em laboratório. Assim, ele é dividido em: concentrado de hemácias, concentrado de plaquetas e plasma.

Quem pode doar sangue?

Para ser um doador de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, ter peso acima dos 50 kg, não estar em jejum e não apresentar histórico de doenças sexualmente transmissíveis pelo sangue. 

Ressaltamos que pessoas entre 16 e 18 anos precisam de autorização dos pais ou do responsável legal.

Quem não pode doar sangue? 

Pessoas com infecções, que tenham passado por procedimentos cirúrgicos recentes e que apresentem histórico de anemia são exemplos de pessoas que não podem doar sangue

Além disso, o doador será avaliado com um questionário e, após a entrevista, o profissional triagista avaliará se poderá ou não fazer a doação de sangue 

Que tal aproveitar o final de ano e presentear quem precisa com sua doação de sangue

Gostou do post? Então fique por aqui e aproveite outros dois conteúdos do nosso Blog que preparamos para você:

Quem pode doar sangue? Descubra todos os requisitos!

Doar sangue: um ato seguro que pode salvar muitas vidas!

Fonte: Alessandra Nunes Prezotti, hematologista – CRM: 6782 ES


dezembro-laranja-cancer-de-pele.jpg

Um dos tipos mais comuns de câncer no Brasil é o câncer de pele. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Câncer (Inca), a doença representa cerca de 30% de todos os casos de câncer registrados no Brasil. 

Com a proximidade do verão, os riscos de desenvolver câncer de pele aumentam, já que passamos a ficar mais expostos ao sol. Por isso, no mês da conscientização sobre o câncer de pele, nós, da Medquimheo, preparamos um post especial e informativo para você.

que é câncer de pele? 

O câncer de pele é o tipo mais frequente de câncer entre os brasileiros. Essa doença é dividida em dois tipos. A doença é provocada por um crescimento descontrolado das células que compõem a pele. 

Tipos de câncer de pele

Existem dois tipos de câncer de pele. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, são eles: câncer de pele melanoma e não melanoma. 

  • Câncer de pele melanoma: é o tipo mais grave da doença, devido sua alta possibilidade de provocar metástase (disseminação de tumores para outros órgãos do corpo).
  • Câncer de pele não melanoma: é o mais comum no Brasil e possui altas chances de cura, mas, se não tratado devidamente, pode deixar marcas permanentes na pele. 

Sintomas do câncer de pele

Dentre os sintomas do câncer de pele, a dermatologista Mary Lane Alves ressalta quais são os principais e mais comuns da doença: sinais ou pintas que mudam de forma ou cor, feridas que não cicatrizam em até 4 semanas e a manchas que coçam ou sangram.

Como prevenir o câncer de pele?

Uma das principais formas de prevenir o câncer de pele é por meio da utilização de filtro solar todos os dias, mesmo nos dias menos ensolarados, combinado? 

Além disso, é preciso evitar exposição ao sol durante o período entre 10h e 16h, que são as horas do dia com maior índice de radiação solar. Mas se for indispensável sair nesses horários, o recomendado é se proteger com roupas, chapéus e óculos de sol.

Como tratar o câncer de pele?

Em casos mais simples, o recomendado para tratar o câncer de pele são cirurgias oncológicas para retirada das lesões. Já para casos mais avançados, o tratamento vai variar de acordo com tamanho do tumor, podendo ser indicadas, além de cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia.

O que é Dezembro Laranja? 

Inspirado na cor do sol, o Dezembro Laranja é o mês da conscientização sobre a importância da prevenção do câncer de pele

Fique atento e cuide da sua pele! 

Gostou? Então fique por aqui e acesse outros dois posts do nosso Blog que preparamos para você:

Saiba como prevenir o câncer de pele não melanoma

Saiba mais sobre o câncer de pele melanoma