BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Dicas

qualidade-de-vida-e-saude-mental-na-quarentena.jpg

A quarentena tem sido uma das principais medidas para conter o avanço da COVID-19 e é por isso que nós, da Medquimheo, temos um pedido especial: se você não está em tratamento infusional, fique em casa pelos profissionais que continuam atuando mesmo diante desse atual cenário. Alguns membros da nossa equipe não podem cumprir isolamento em casa, mas você pode, por eles!

O que estamos vivendo neste cenário atual é algo totalmente novo e, para te ajudar a passar por ele com qualidade de vida e bem-estar mental, preparamos um post repleto de dicas de como enfrentar a quarentena com responsabilidade, bom humor e criatividade. Continue lendo!

Por que é importante cuidar da saúde mental?

Consultamos a Dra.Gabriela Simmer, psicóloga Medquimheo, para responder a esse questionamento. “Este momento de pandemia rompe com o ‘mundo presumido’ das pessoas, ou seja, aquela realidade segura e estável que as cercava é submetida a uma mudança total. Dessa forma, os níveis de estresse, pensamentos negativos e inquietação se elevam. É por isso que cuidar da saúde mental torna-se fundamental e, para isso, basta adotar algumas práticas”.

A seguir, listamos uma série de dicas para cuidar da mente na quarentena. Confira!

Mantenha contato com seus amigos e familiares

Manter-se conectado com amigos, familiares e colegas de trabalho é fundamental para preservar a qualidade da saúde mental. Nossa dica é aproveitar as plataformas digitais, como WhatsApp, Instagram e Facebook para amenizar a saudade dos seus queridos!

Lembre-se: você não está sozinho nessa! Estamos conectados, por meio das nossas redes sociais e blog, com você 😉

#DicaMedquimheo: feche os olhos por 30 segundos e mentalize todas as pessoas queridas que estão longe de você. Lembrar de quem amamos em um momento de introspecção nos ajuda a seguir em frente de forma mais positiva 😉

Evite consumo excessivo de notícias

É só ligar a televisão ou sintonizar o rádio para começar a ser impactado por uma série de notícias acerca do novo coronavírus. Como tudo que é consumido em excesso faz mal, separe um momento do dia para se atualizar. Evite acessar esse tipo de conteúdo a noite.

Este período de pandemia tem sido um verdadeiro “pano de fundo” para disseminação de Fake News. Por isso, fique atento aos conteúdos que recebe e busque sempre checar a fonte dos materiais.

Aprenda coisas novas

Que tal aproveitar o tempo livre para desenvolver uma nova capacidade? Aprender a cozinhar, tocar um instrumento, estudar um novo idioma, pintar, fazer artesanato e, até mesmo, cantar, estão entre as inúmeras opções de habilidades para você praticar! O YouTube é a plataforma perfeita para ter acesso a vídeoaulas dos mais diversos temas. Basta escolher o que mais lhe agradar e aproveitar!

“Estamos conectados o tempo todo. Porque não usar a internet para aprimorar uma habilidade ou desenvolver uma nova? São inúmeros conteúdos gratuitos disponíveis. Manter a mente ocupada neste período de isolamento pode te ajudar.”

-Gabriela Simmer

Mantenha uma rotina de exercícios

Manter uma rotina de exercícios é uma boa prática para cuidar da saúde mental. Como as academias estão fechadas durante este período, nossa dica é aproveitar os espaços da sua casa para se exercitar, de maneira leve e moderada.

Descubra a meditação

Nada melhor para equilibrar os pensamentos e se manter positivo do que a meditação. A prática milenar ajuda e ensina a mente a manter o foco no presente Alguns aplicativos gratuitos, como o Sattva, disponibilizam meditação guiada, uma ótima prática para o momento!

Fique tranquilo! Meditar é como correr. Ninguém começa fazendo 30 minutos e da melhor maneira. É preciso praticar aos poucos. Nossa dica é começar com um minuto de meditação ou com exercícios de atenção plena.

Conheça nosso blog!

O blog da Medquimheo é recheado de posts incríveis para te manter sempre bem informado. Aproveite mais conteúdos:

Coronavírus: o que é, sintomas e prevenção

Cuidados especiais para os pacientes oncológicos durante a pandemia


pacientes-oncologicos-podem-fazer-dieta.jpg

Se somos aquilo que comemos, num contexto oncológico o cuidado com a alimentação deve ser redobrado. Isso ocorre porque o correto equilíbrio de nutrientes e vitaminas no corpo pode influenciar no tratamento do câncer e na qualidade de vida do paciente oncológico. Como a adoção de dietas para emagrecer pode afetar esse equilíbrio, é preciso se atentar!

No post de hoje, nós, da Medquimheo, consultamos nossa nutricionista, Dra. Naira Fraga, e preparamos um conteúdo especial com tudo o que você precisa saber sobre a alimentação durante a quimioterapia. Continue lendo e confira!

Por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia?

A quimioterapia, um dos principais tratamentos para o câncer, na maioria das vezes, apresenta efeitos colaterais como perda de apetite e feridas bucais, que podem acarretar na perda de peso do paciente. Por isso, cuidar da alimentação durante o tratamento é fundamental.

Segundo a Dra. Naira, as dietas para emagrecer podem impactar, de maneira negativa, o sistema imunológico do paciente e, como consequência, o tratamento oncológico. Como afetam o equilíbrio de nutrientes do corpo, antes de adotar uma dieta, é preciso consultar um nutricionista. Combinado?

“O paciente bem nutrido tem menos complicações pós-operatórias, melhor cicatrização e desempenho físico, menos efeitos colaterais relacionados ao tratamento e um sistema imunológico mais fortalecido.”

-Naira Fraga, nutricionista Medquimheo

Como cuidar da alimentação?

Agora que você já sabe por que é importante cuidar da alimentação durante a quimioterapia, separamos algumas dicas para te ajudar nessa missão. Vamos conferir?

1 – Mantenha-se hidratado

Alguns medicamentos para o câncer, principalmente os quimioterápicos, podem causar efeitos colaterais nos rins. Por esse motivo, é fundamental manter uma boa hidratação. A água estimula a circulação de sangue, o que garante bom funcionamento renal. Além disso, a desidratação pode ser um fator de complicação no tratamento e piorar os efeitos colaterais. Nossa dica é encarar a água como uma forte aliada e nunca esquecer de ingerir a quantidade adequada por dia 😉

2 – Evite alimentos com excesso de açúcar e gordura

Para a Dra. Naira, é essencial que os pacientes oncológicos evitem alimentos que apresentam maior quantidade de açúcar, gordura e sódio, como os industrializados,  embutidos, queijos amarelos, refrigerantes e bebidas alcóolicas. Dê preferência às frutas, legumes, verduras, cereais, carnes magras e peixes.

#DicaMedquimheo: amêndoas, batata doce, brócolis e espinafre são alguns dos alimentos que, por possuírem propriedades antioxidantes, podem fortalecer o sistema imunológico. Converse com seu nutricionista para incluí-los em seu cardápio.

3 – Faça um acompanhamento nutricional

A nutrição é um fator determinante para a qualidade de vida dos pacientes oncológicos e para uma boa resposta ao tratamento, já que busca reduzir os impactos da doença e dos efeitos colaterais no organismo. Além disso, o acompanhamento nutricional pode auxiliar no controle dos sintomas do câncer.

Cuidado com a alimentação durante a pandemia de COVID-19

Neste momento de pandemia do novo coronavírus, estar com a imunidade alta é primordial. O nosso sistema imunológico atua como uma barreira contra doenças e, por isso, é super importante mantê-lo fortalecido. Para tanto, é preciso cuidar da alimentação – nossa principal aliada de uma boa imunidade.

Conheça o blog da Medquimheo!

Aproveite que descobriu nosso blog e confira mais conteúdos com dicas da nossa nutricionista para cuidar da sua alimentação:

Nutrição e sono: como sua alimentação pode impactar a qualidade do sono

Light x Diet: entenda a diferença!

#DicaDaNutri: conheça os benefícios da tapioca para sua saúde!

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252.


coronavirus.jpg

março 19, 2020 Dicas0

Desde que o coronavírus chegou ao Brasil temos acompanhado sua repercussão e número de casos. Para que você possa se prevenir da maneira adequada, sem cair em fake news, nós, da Medquimheo, preparamos um post com tudo o que você precisa saber sobre o novo coronavírus. Confira!

O que é coronavírus?

Coronavírus é uma família de vírus, com formato de coroa, que causa infecções respiratórias. Segundo o Ministério da Saúde, o Covid-19 foi descoberto em dezembro de 2019 após casos registrados na China.

Quais são os sintomas do coronavírus?

O novo coronavírus é muito similar a uma gripe. Dentre os principais sintomas, estão: febre, tosse e dificuldade para respirar. Geralmente é uma doença leve a moderada, mas, se não for devidamente tratada, pode se agravar.

Como o coronavírus é transmitido?

A transmissão do coronavírus acontece por contato próximo de uma pessoa infectada para outra. Normalmente, ocorre por meio de:

  • Contato físico, como aperto de mãos;
  • Gotículas de saliva, por tosse ou espirro;
  • Objetos ou superfícies contaminadas.

Como prevenir o coronavírus?

Cuidados básicos devem ser tomados para prevenção do coronavírus. Isso inclui lavar as mãos frequentemente com água e sabão e higienizá-las  com álcool em gel 70%,  evitar tocar olhos, nariz e boca com mãos não lavadas e não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, toalhas, pratos e copos.

Além disso, evite aglomerações, mantenha os ambientes bem ventilados e, ao tossir ou espirrar, cubra nariz e boca com lenço descartável ou com o braço.

Já existe tratamento contra o coronavírus?  

O Covid-19 possui tratamento, que evita o agravamento da doença e reduz o desconforto. Porém, ainda não existe um medicamento capaz de matar o vírus ou uma vacina disponível. É por isso que prevenir o coronavírus é tão importante!

Fique tranquilo, mas atento!

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que 80% dos casos de infecção por coronavírus são leves, ou seja, a doença possui baixa letalidade. O importante é se manter bem informado, por meio de fontes confiáveis, e se prevenir com as dicas que já citamos 😉

Fonte: Ministério da Saúde.


descubra-como-ficar-linda-no-verão-com-lenços-1200x798.jpg

O verão é, sem dúvida alguma, a estação do ano mais colorida e alegre, concorda? E para que você possa ficar ainda mais estilosa nesta estação, nós, da Medquimheo, preparamos um post repleto de dicas de como usar lenços. Confira!

Por que apostar em lenços? 

Os lenços são acessórios importantes para auxiliar as mulheres que, por conta de tratamentos contra o câncer, perdem o cabelo. Para a psicóloga da Medquimheo, Gabriela Simmer, usar lenços e turbantes auxiliam na recuperação da autoestima.

Como escolher um lenço? 

Como já ressaltamos, os lenços são ótimos para quem está fazendo quimioterapia! Com inúmeros modelos, estampas, cores, formatos e tecidos, são super democráticos e, com certeza, irão te encantar! 

Para ajudar na escolha ideal de lenço, preparamos algumas dicas exclusivas com base nas recomendações do Instituto Oncoguia.

Vamos conferir?

Dica 1: para os dias de verão, que normalmente são bem quentes, quanto mais fino for o lenço, melhor! Mas cuidado para não comprar um tecido transparente e deixar seu couro cabeludo exposto aos raios solares.

Dica 2: lenços de algodão absorvem o suor e podem ser ótimas opções para os dias de calor excessivo. 

Dica 3: para evitar que o lenço escorregue, coloque uma wigcap (touca de meia calça) e o prenda a ela com grampos. 

Tipos de amarrações de lenços

São muitos os tipos de amarrações com lenços! A escolha da amarração vai depender muito do seu estilo e do formato do seu lenço!  

Nossa dica é: para lenços mais compridos, aposte em amarrações do tipo turbante ou do tipo faixa com caimento lateral. Com lenços menores, vale investir em amarrações no estilo tiara

#DicaMedquimheo: no blog do Instituto Quimioterapia e Beleza, você aprende a fazer 10 amarrações em 5 minutos. Vale conferir 😉

Qual o melhor formato e tamanho de lenço? 

Ainda de acordo com o Instituto Oncoguia, o formato e tamanho do lenço dependem da amarração que você deseja fazer: algumas exigem lenços maiores e outras, menores. De maneira geral, esses são bons tamanhos: 90 x 90 cm e 180 x 70 cm.

Aposte em estampas e cores! 

Aproveite que o verão é uma época bem alegre e invista em cores e estampas! Dentre as tendências do verão 2020 estão tonalidades vibrantes! 

Você vai ficar linda independente do modelo que escolher. O importante é se sentir confortável e confiante! 

Aproveite que descobriu nosso blog e fique por aqui. Temos mais uma sugestão de conteúdo:

Quimioterapia: cuidados com o couro cabeludo

Fonte: Gabriela Simmer, psicóloga Medquimheo, CRP 16/4402.


3-receitas-para-deixar-seu-verao-mais-refrescante.jpg

O verão é uma estação que pede cuidados redobrados com a alimentação. Evitar alimentos gordurosos e pesados ajuda a mantermos nossa saúde e bem-estar intactos! 

Consultamos a Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, que preparou um menu de verão perfeito para tornar esta temporada mais refrescante e agradável. Continue lendo e confira! 

Por que é preciso ficar atento com a alimentação no verão?

Os dias de calor excessivo facilitam a degradação de alimentos e aumentam os riscos de contaminação e desidratação. Além disso, refeições muito pesadas podem ser acompanhadas de um certo desconforto, como aquela sensação de indigestão. Para evitar que sua saúde seja prejudicada no verão, aposte em alimentos leves, frutas e bastante líquido. Combinado? 

1- Receita de salpicão de abacaxi com gengibre 

Que tal inovar a saladinha de entrada e preparar um prato bem diferente? Além de saudável, o salpicão de abacaxi com gengibre é super refrescante e, com certeza, vai te encantar! 

  • Ingredientes:

1/2 unidade de salsão

4 cenouras

4 batatas inglesas

4 maçãs do tipo fuji

2 abacaxis pérola

50 g de gengibre

1 kg de tofu

1/2 maço de cebolinha

1/2 maço de salsa

4 colheres de sopa de azeite extravirgem

Sumo de 4 limões 

1 colher de sopa de páprica picante

1 colher de sopa de cebola em pó

Sal rosa e pimenta do reino a gosto

  • Modo de preparo:

Corte o salsão e a batata em tiras finas, a maçã em cubos, e a cenoura em rodelas bem finas. Pique a salsa e a cebolinha finamente. Reserve todos em água, com exceção da batata, que deve ser levada ao forno por 40 minutos a 180º C e temperada com azeite, sal, páprica picante e cebola em pó. 

Em seguida, bata o abacaxi com gengibre e limão no liquidificador, coe, volte o sumo para o liquidificador e acrescente o tofu, ajustando a consistência com água, se necessário, até obter um creme com textura de maionese. Quando a batata assar, coloque em uma tigela e adicione salsão, maçã e cenoura. Despeje o creme de abacaxi sobre os legumes. Acerte o tempero com sal e pimenta. Sirva gelado!

2 – Receita de tagliatelle (macarrão) de verão

Como prato principal, nossa sugestão é investir no macarrão tipo tagliatelle incrementado com ingredientes que o deixarão a cara do verão. Vamos conferir? 

  • Ingredientes:

450 gramas de macarrão tipo tagliatelle (ou outra massa de sua preferência)

3 unidades de pimenta dedo de moça sem sementes 

1 maço de rúcula 

300 gramas de queijo coalho cortado em cubos 

2 colheres (sopa) de azeite 

½ colher de manteiga sem sal

12 unidades de tomates-cereja cortados ao meio 

Sal e pimenta a gosto

  • Modo de preparo:

Em uma panela, cozinhe o macarrão em água com sal. Escorra e reserve. Em frigideiras diferentes, com pouco azeite, grelhe as pimentas, o queijo coalho e os tomates-cereja. 

Leve ao fogo novamente a frigideira das pimentas e nela acrescente a rúcula. Deixe-os por aproximadamente um minuto e junte a eles o tagliatelle, os tomates-cereja e o queijo coalho grelhados e meia colher de manteiga derretida. Tempere com sal e pimenta e sirva!

3 – Receita de abacaxi grelhado com creme de iogurte 

Para fechar nosso menu de verão com chave de ouro, separamos uma receita simples de sobremesa que encanta desde o primeiro pedaço. Confira! 

  • Ingredientes:

2 rodelas de abacaxi

2 colheres (sopa) de suco de laranja

3 gotas de adoçante a base de stévia

1 pote de iogurte natural desnatado

1 colher (sopa) de raspas de limão

  • Modo de preparo:

Comece pelo creme: coloque o iogurte em um filtro de papel para escorrer o soro. Misture o adoçante e as raspas de limão e leve à geladeira enquanto prepara o abacaxi. Aqueça uma frigideira antiaderente, coloque as rodelas de abacaxi e regue aos poucos com o suco de laranja. Doure dos dois lados. Corte a rodela em 4 pedaços e sirva ainda quente com 1 colher (sopa) do creme de iogurte. Para finalizar, decore com folha de hortelã! 

Gostou do post? Então fique por aqui e aproveite mais conteúdos do nosso blog!

3 receitas que ajudam na quimioterapia 

Suco de romã possui propriedades anticancerígenas


receitas-de-fim-de-ano-de-dar-agua-na-boca.jpg

Mais um ano chega ao fim e, para que você possa aproveitar o cardápio das festas de fim de ano sem medo, nós, da Medquimheo, preparamos um post com dicas de receitas para fazer no final de ano e deixar sua ceia ainda mais deliciosa.

Consultamos nossa nutricionista, Drª Naira Fraga, para sugerir duas receitas especiais e surpreender seus convidados com pratos saudáveis e saborosos. Quer saber quais são? Continue acompanhando! 

Receita de carne marinada com limão, alecrim e mel

Os pratos principais são sempre os mais aguardados dos cardápios das festas de fim de ano. Que tal inovar sua ceia com um prato diferente e saboroso? A nossa dica de prato principal é: carne marinada com limão, alecrim e mel

Ingredientes: 

  • 1kg de filé mignon (ou de seu corte bovino favorito) 
  • suco de 1 limão
  • duas colheres (sopa) de mel
  • alecrim
  • sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Em uma tigela, esprema o limão, junte ao suco o alecrim, o mel, o sal e a pimenta. Misture bem e reserve. Na assadeira, disponha os pedaços da carne e, com auxílio de uma colher, despeje o caldo sobre eles. Cubra com plástico filme e deixe marinar. Depois é só colocar a carne para assar e servir! 

Receita de arroz selvagem com castanhas 

Uma dica para acompanhamento do prato principal é apostar no arroz selvagem com castanhas. Além de exótico, o prato é uma excelente opção versátil, ou seja, combina com tudo!

Ingredientes:

  • 300g de arroz selvagem
  • 60g de manteiga
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte clara)
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte escura)
  • 100g de castanha-do-Pará picada
  • sal e pimenta a gosto 

Modo de preparo:

Cozinhe o arroz selvagem com sal, em fogo baixo, com panela tampada, até que fique cozido. Em outra panela, aqueça a manteiga e nela doure a parte clara da cebolinha e a castanha-do-pará. Acrescente o arroz, corrija o sal e tempere com pimenta. Retire do fogo e acrescente a cebolinha verde picada.

Sobremesa para as festas de fim de ano

Para fechar o cardápio da sua ceia de fim de ano com chave de ouro, a dica de sobremesa é investir em morangos com tâmaras. A forma de servir esta sobremesa vai depender da sua criatividade! 

Gostou do post? Então fique por aqui e descubra outros dois conteúdos incríveis do nosso blog:  

Suco de romã possui propriedades anticancerígenas

3 receitas que ajudam na quimioterapia


Doação-de-órgãos.jpg

Celebrado no próximo dia 27, o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos tem como objetivo principal conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de órgãos. Muito mais do que uma demonstração de empatia e generosidade, essa prática representa, para o paciente à espera do transplante, a única esperança de salvar sua vida. 

O Ministério da Saúde divulgou um balanço sobre a doação de órgãos e tecidos, realizados no país no primeiro semestre de 2018. Dados apontam crescimento de 7% no número de doadores efetivos, em relação ao ano anterior, passando de 1.653 para 1.765 doações. Como o intuito é que aumente cada vez mais, no post de hoje, nós, da Medquimheo separamos tudo o que você precisa saber para se tornar um doador de órgão.

Como ser um doador de órgãos após a morte?

De acordo com a lei nº 10.211, prevista na legislação brasileira, só é possível realizar a retirada dos órgãos para doação – após a morte – com a autorização dos membros da família. Ou seja, caso queira salvar inúmeras vidas, avise a eles desse seu desejo. Não é necessário registrar em documentos ou cartórios, basta que a família atenda ao pedido e autorize a doação de órgãos e tecidos.

Uma outra exigência que merece atenção é em relação ao tipo de morte, que precisa ser encefálica. Isso porque, somente assim os principais órgãos vitais permanecerão aptos para serem transplantados em outra pessoa. Além disso, a pessoa falecida por parada cardíaca pode doar tecidos, como córneas, pele, ossos, tendões e vasos sanguíneos.

Pessoas vivas também podem doar órgãos?

Sim, é possível ser um doador de órgãos enquanto estiver vivo! Para isso, é preciso estar saudável e realizar a doação sem prejudicar sua própria saúde. Ou seja, doar apenas os órgãos que não prejudicarão as aptidões vitais, como um dos rins ou parte do fígado.

Quais órgãos e tecidos podem ser doados?

  • Coração;
  • Pulmões;
  • Fígado;
  • Pâncreas;
  • Intestino;
  • Rins;
  • Córnea;
  • Valvas cardíacas;
  • Pele;
  • Ossos;
  • Tendões. 

Como a Medquimheo busca te manter sempre bem informado, confira outros dois conteúdos do Blog que também podem te interessar:

Quem pode doar sangue? Descubra todos os requisitos!

#DicaDaNutri: alimentação para o doador de médula óssea 


Anemia-falciforme-Importância-de-beber-água.jpg

Genética e hereditária, a anemia falciforme é uma doença que se caracteriza pela deformação dos glóbulos vermelhos – responsáveis pelo transporte de oxigênio no corpo. O normal é que sejam arredondados e elásticos, no entanto, como sofrem modificações, adquirem o formato de uma foice e endurecem. O resultado é a dificuldade do sangue passar pelos vasos de pequeno calibre, ou seja, os tecidos recebem uma quantidade menor de oxigenação. No post de hoje, a nutricionista da Medquimheo, Naira Fraga, destaca a importância do consumo de água no tratamento da anemia falciforme. Confira!

Quais as causas da anemia falciforme?

Citamos no início deste texto que a anemia falciforme é uma doença hereditária. Portanto, para ser portador, é necessário que o gene alterado seja transmitido pelo pai e pela mãe. No caso de apenas um dos pais transmitir, a criança não desenvolve a doença, mas pode passar o gene defeituoso para as futuras gerações.

Principais sintomas da anemia falciforme

A anemia, por si só, já causa fadiga, fraqueza e palidez. Além disso, é comum que pessoas com anemia falciforme tenham icterícia – quando a pele e os olhos ficam amarelados. Mas, o principal sintoma dessa doença é a crise aguda de dor. Apesar de poder atingir qualquer parte do corpo, os ossos e as articulações são as regiões mais afetadas. O tempo de duração varia e as crises de dores são acentuadas nos dias frios, durante a TPM, durante infecções, em pessoas com problemas emocionais, nas grávidas e naquelas desidratadas.

Como o consumo de água auxilia na anemia falciforme?

Naira explica como o consumo de água ajuda a minimizar ou até mesmo evitar as crises de dores da anemia falciforme. “O ideal é beber de dois a três litros de água ao longo do dia, inclusive na época de frio. Uma maior ingestão de água torna o sangue menos viscoso, o que melhora a circulação nos vasos sanguíneos”, conta a especialista.

Separamos mais três conteúdos que também podem te interessar. Confira:

  1. Light x Diet: entenda a diferença!
  2. Saiba de que forma a alimentação influencia na qualidade do seu sono
  3. Descubra quais são os alimentos que auxiliam no tratamento do câncer

Fonte: Naira Marceli Fraga Silva – nutricionista – CRN4: 15101252.


alimentos-light-x-diet.jpg

A constante busca por uma alimentação alternativa ou por dietas específicas é, sem dúvida, uma realidade nos dias de hoje. Isso pode ser percebido pelo consumo de alimentos diet e light,que tem aumentado, significativamente, nos últimos anos. Mas, você sabe qual a diferença e para que, exatamente, serve cada um deles? No post de hoje, nós, da Medquimheo, além de respondermos a essas perguntas, vamos alertar sobre o consumo dos produtos diet e light. Continue lendo e confira!

Alimentos light

Os alimentos light apresentam quantidades menores de calorias ou de determinado nutriente, como sal, açúcar ou gorduras. Para um produto ser considerado light é preciso que tenha uma redução mínima de 25% quando comparado ao alimento tradicional. Os produtos light podem ser usados em dietas com restrição calórica ou que demandem a ingestão controlada de algum nutriente.

O segredo no consumo dos alimentos light é combiná-los com uma dieta balanceada e com a prática de exercícios físicos.

Alimentos diet

Diferentemente dos light, os alimentos diet são isentos de algum ingrediente (sal, açúcar, gordura, etc.). E, por isso, destinam-se a grupos de pessoas com necessidades específicas, como diabéticos. Na maioria das embalagens dos produtos diet, há expressões como: “livre de”, “zero” e “não contém”.

Atenção aos alimentos light e diet

É importante destacar que os produtos light e diet nem sempre são opções mais saudáveis e indicadas para todos.

Os produtos podem ser isentos ou reduzidos de uma variedade de nutrientes, é preciso atenção ao rótulo. Não é porque o alimento é diet ou light que ele poderá ser usado em uma dieta hipocalórica ou restrita em açúcar, por exemplo.

O alimento light apesar de o menor teor, pode não ser indicado em situações que demandem maiores restrições.

Ao retirar ou reduzir um composto do produto, geralmente é preciso adicionar outro para subtítulo e equilibrar a receita. Por exemplo, o chocolate ter em mente, ao consumir alimentos diet, que é preciso moderação! O chocolate diet , por exemplo, pode ser recomendado a pessoas com diabetes, já que é isento de açúcar. No entanto, para disfarçar o gosto do adoçante utilizado e para manter a consistência, há uma maior adição de gordura. Portanto, não é uma opção mais saudável ou indicado para quem deseja emagrecer.

É essencial que o consumo seja orientado por um nutricionista ou médico.

As melhores informações sobre saúde, você encontra aqui no blog da Medquimheo. Aproveite e continue acompanhando nossos conteúdos!

Separamos outros dois posts que também vão te interessar. Confira:

  1. Saiba como sua alimentação pode impactar a qualidade do sono
  2. Obesidade é um dos fatores de risco para o câncer

Fonte: Naira Marceli Fraga Silva – nutricionista – CRN4: 15101252.


receitas-saudaveis-festas-juninas-e1561394134702.jpg

O mês de junho é um dos mais esperados do ano e os motivos são óbvios: as festas juninas! Um dos símbolos mais importantes do São João são as comidas típicas: milho, canjica, cocada, paçoca, bolo de fubá, arroz doce, pé de moleque, pamonha e cuscuz são alguns dos alimentos considerados “carros-chefes” nessa época do ano.

A nutricionista da Medquimheo, Naira Fraga, preparou um conteúdo especial com duas receitas saudáveis para que você aproveite as festanças com mais saúde.

Canjica

Ingredientes:

  • 3 colheres de sopa de açúcar de coco ou mascavo;
  • 2 colheres de sopa de biomassa de banana verde;
  • 250 gramas de canjica branca;
  • 50 gramas de coco ralado;
  • 200 ml de leite de coco;
  • 750 ml de leite;
  • 400 ml de água;
  • Canela em pau;
  • 1 pitada de sal.

Modo de preparo

Coloque a canjica de molho na água por cerca de 24 horas. Em seguida, transfira somente a canjica para uma panela de pressão e acrescente o leite, a água, a biomassa de banana verde e o açúcar mascavo ou de coco. Deixe cozinhar por, aproximadamente, 40 minutos, e desligue o fogo. Quando perceber que o conteúdo do recipiente já esfriou, adicione o coco ralado, o leite de coco, a canela e o sal. Volte novamente ao fogo (desta vez sem pressão) e mexa todos os ingredientes. Quando atingir um ponto cremoso é a hora de tirar do fogo e servir! Para quem gosta, uma boa dica é polvilhar com canela.

Bolo de fubá integral

Ingredientes:

  • 1 xícara de farinha de trigo integral;
  • 1 xícara de fubá;
  • 1 xícara de açúcar demerara;
  • 1/2 xícara de leite;
  • 3 ovos;
  • 1 colher de sopa de fermento;
  • 3 colheres de sopa de manteiga.

Modo de preparo

O primeiro passo é separar as claras das gemas e bater as claras em neve. Em seguida, é preciso adicionar cada ingrediente separadamente, até formar uma massa homogênea. A ordem deve ser: açúcar, gemas, farinha de trigo, fubá, leite, manteiga e fermento. Depois, basta despejar em uma forma e levar ao forno para assar. Por fim, desenforme e sirva.

O ponto do bolo: para saber a hora certa de tirá-lo do forno, espete um palito no bolo. Caso ele saia limpo, significa que está pronto.

A Medquimheodeseja uma excelente Festa Junina para você e toda sua família! E lembre-se: saúde em primeiro lugar! Aproveite também para conferir outras duas dicas de ouro da nossa nutricionista: suco verde de pêssego, que garante energia para o dia todo e quais são os alimentos capazes de ajudar na prevenção do câncer.

Fonte: Naira Marceli Fraga Silva – nutricionista – CRN4: 15101252.