BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Câncer de laringe

dia-mundial-sem-tabaco.jpg

Causa de cerca de 85% dos casos de câncer de pulmão, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), o hábito de fumar é comum entre os brasileiros e extremamente prejudicial à saúde. Com objetivo de conscientizar as pessoas sobre o impacto negativo gerado pelo vício em cigarro e a dependência física à nicotina, em 31 de maio, celebra-se o Dia Mundial sem Tabaco.

Para comemorar essa importante data, nós, da Medquimheo, preparamos um post com tudo o que você precisa saber para cuidar da saúde do pulmão. Continue lendo e confira!

Por que o cigarro é prejudicial?

O tabagismo contém, aproximadamente, quatro mil substâncias que, ao serem ingeridas através do consumo de cigarro, provocam inúmeras consequências negativas ao organismo.

“Nas células do corpo que são afetadas pelas substâncias presentes no cigarro  potencialmente cancerígenas –  ocorre uma transformação do material genético, o que favorece o surgimento de tumores.”

– Carolina Conopca, oncologista Medquimheo

Quais são as doenças provocadas pelo tabagismo? 

Você sabia que o tabagismo é capaz de provocar o crescimento de tumores não só no pulmão, como também em outras partes do corpo? Casos de câncer de boca, câncer de laringe, câncer de estômago também estão associados ao cigarro.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a exposição direta ou indireta ao tabaco, além de ser o principal fator de risco para o câncer de pulmão, também pode contribuir para o desenvolvimento de outras doenças, como tuberculose, doença respiratória crônica, rinite alérgica e úlcera no aparelho digestivo.

Atenção para a Covid-19!

O novo coronavírus causa uma infecção, que, se não for tratada adequadamente, pode evoluir para um quadro mais grave de pneumonia. Dessa forma, fumantes, por possuírem maior risco de desenvolver doenças respiratórias, apresentam maior chance de desenvolver complicações graves relacionadas à Covid-19, como internação em UTI, necessidade de uso de respirador mecânico e óbito, o que os tornam parte do grupo de risco da doença.

#DicaMedquimheo: retire o cigarro de sua vida, previna-se do câncer e tenha uma saúde muito melhor e mais qualidade de vida 😉

Conheça nosso blog!

Gostou do post? Então fique aqui no nosso blog e confira mais conteúdos para se manter bem informado!

Tabagismo vai além do câncer de pulmão, sim!

Por que o cigarro vicia?

 

Fonte: Dra. Carolina Conopca, oncologista Medquimheo, CRM ES 11.130.


cancer-de-laringe.jpg

outubro 19, 2015 Câncer de laringe0
O câncer de laringe ocorre predominantemente em homens e é um dos mais comuns na região da cabeça e do pescoço, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A laringe é constituída por cartilagens, músculos e membranas, está localizada na região da garganta e é dividida em três partes: subglote, glote e supraglote.

É na glote que estão as cordas vocais, pequenas pregas que vibram com a passagem do ar, sendo responsáveis pela voz humana.Saiba sobre como prevenir o câncer de laringe Aproximadamente 2/3 dos tumores surgem na glote e 1/3 acometem a laringe supraglótica, acima das cordas vocais.

Prevenção

O álcool e o tabaco são as causas mais associadas ao câncer de laringe. Os fumantes têm 10 vezes mais chances de desenvolver e doença e, quando associam o fumo a bebidas alcoólicas, o número sobe para 43 vezes mais.

Um estilo de vida saudável, com uma alimentação rica em vitaminais e sais minerais são formas de prevenir este tipo de câncer. Outro cuidado que deve ser tomado é evitar os calos vocais, formados quando se fala muito fala muito, sem pausas, a ponto de ficar rouco.

Sintomas

A rouquidão persistente e sem causa aparente é a principal forma do câncer de laringe se manifestar. Caso tenha o sintoma por mais de duas semanas sem motivo aparente, procure um médico. Não tratado na fase inicial, a rouquidão pode evoluir para dor durante o ato de engolir (deglutição) e falta de ar. Em casos mais avançados, podem surgir nódulos no pescoço.

Diagnóstico

A laringe pode abrigar lesões benignas que aparentam ser malignas, o que torna obrigatório uma biopsia para o diagnóstico da doença, antes de iniciar qualquer planejamento terapêutico para a cura da doença.

Tratamento

Quanto mais cedo iniciar o tratamento, mais chances do paciente se curar sem sequelas, já que a terapêutica utilizada em cânceres da cabeça e do pescoço pode causar problemas na fala, deglutição e dentes.

A laringectomia total (retirada da laringe) resulta na perda da voz fisiológica e em traqueostomia definitiva (abertura de um orifício artificial na traqueia, abaixo da laringe). Como a preservação da voz é importante, a radioterapia pode ser empregada primeiro, deixando a cirurgia para o resgate, quando a radioterapia não for suficiente para controlar o tumor.

Mesmo pacientes submetidos à laringectomia total é possível a reabilitação da voz através de próteses fonatórias tráqueo-esofageanas.