BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Campanhas

Câncer-de-cabeça-e-pescoço.jpg

O mês de julho é conhecido como Julho Verde. Mas você sabe por quê? Trata-se de uma campanha realizada pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP), junto com a Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG Brasil). Tem como intuito principal, conscientizar a população sobre a prevenção dos tumores de cabeça e pescoço, que atingem boca, língua, palato mole e duro, gengivas, bochechas, amígdalas, faringe, laringe, esôfago cervical, tireoide e seios paranasais.

No dia 27 de julho, comemora-se o Dia Mundial de Conscientização e Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço. Como nós, da Medquimheo, abraçamos esta causa, no post de hoje você confere mais detalhes sobre a iniciativa.

#JulhoVerde

A oncologista da Medquimheo Carolina Conopca, conta que para conseguir conscientizar as pessoas e, assim alcançar o objetivo da campanha, são feitos alertas sobre os fatores de risco do câncer de cabeça e pescoço. “O tabagismo, consumo de álcool, as infecções por HPV e o excesso de exposição solar são alguns deles. A data reforça, também, a importância do diagnóstico precoce”, explica a especialista.

Importância do autoexame

As chances de cura aumentam, significativamente, caso a doença seja detectada no início. Feridas na boca que não cicatrizam há mais de duas semanas ou inchaços no pescoço, que são alguns dos sintomas, podem ser identificados por meio do autoexame.

Outros sintomas do câncer de cabeça e pescoço

Na fase inicial da doença, os tumores costumam ser assintomáticos, ou seja, não apresentam sinais. No entanto, nossa oncologista relata, que, à medida que se desenvolvem, geralmente causam:

  • Dor local;
  • Dificuldade para engolir;
  • Nódulo persistente no pescoço;
  • Lesão na boca que não cicatriza;
  • Rouquidão por mais de três semanas, principalmente em fumantes e consumidores frequentes de bebidas alcoólicas.

A Medquimheote convida a abraçar também a campanha #JulhoVerde.

Aproveite para continuar acompanhando os posts do blog e fique por dentro de informações relacionadas ao câncer.

Fonte: Dra. Carolina Conopca – oncologista clínica – CRM: 11.130


Junho-vermelho.jpg

Você sabe o que é o Junho Vermelho? A Organização Mundial de Saúde (OMS) celebra no dia 14 de junho o Dia Mundial do Doador de Sangue. O intuito é sensibilizar as pessoas e ressaltar a importância da doação de sangue, que salva vidas.

Um dos principais objetivos da campanha é alertar para a importância de fazer a doação em junho. O ato de doar sangue é fundamental para que sejam realizadas intervenções médicas urgentes de grande porte e complexidade, como transfusões, transplantes e procedimentos oncológicos.

A doação de sangue pode salvar a vida de pacientes com doenças crônicas graves, como Doença Falciforme e Talassemia, ajudando essas pessoas a viverem por mais tempo e com mais qualidade e bem-estar. O sangue também é de vital importância para tratar feridos em situações de emergência ou calamidades.

Como é feita a doação de sangue

A hematologista da Medquimheo, Alessandra Prezoti, ressalta que a doação de sangue é um ato simples e rápido, mas de extrema importância. “A coleta leva em torno de 10 minutos. O procedimento é totalmente seguro e não oferece riscos, porque nenhum material usado é reutilizado. O sangue passa por testes para detectar impurezas que podem prejudicar o receptor e, só depois de uma avaliação positiva, ele é utilizado”, acrescentou.

Requisitos para doação

Um dos requisitos para doar sangue é ter entre 16 e 69 anos. Há duas restrições: os menores de 18 anos precisam da autorização dos responsáveis legais e a primeira doação deve ser feita, obrigatoriamente, até os 60 anos.

O interessado precisa apresentar um documento original com foto, preencher um cadastro com informações básicas e responder a um questionário. Em seguida, passará por uma triagem para examinar sinais vitais como pressão, pulso e temperatura. O espaço de tempo entre as doações para aqueles que já são doadores são de dois meses para os homens e três meses para as mulheres.

Fonte: Alessandra Nunes Loureiro Prezotti, hematologista, CRM-ES 6782.


campanha-va-de-lenço.jpg

Você sabia que um pequeno gesto de apoio pode mudar a vida de um paciente que está em tratamento do câncer? É o caso da campanha Vá de Lenço, criada pela Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (Abrale), para conscientizar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer. No mês em que será celebrado o Dia Mundial do Câncer (04/02), a Medquimheo reforça o apoio à campanha!

Até o final de 2019 são previstos 11.540 casos da doença em todo o Espírito Santo. Somente em Vitória, entre homens e mulheres, 1.260 pessoas poderão ter a doença. Divulgada por meio da Internet, a campanha Vá de Lenço convida a população a usar um lenço, seja no trabalho, no parque ou enquanto faz atividade física. A ideia é mostrar solidariedade a quem teve ou tem a doença e informar sobre hábitos que ajudam na prevenção dos tumores, como alimentação saudável, não beber ou fumar, praticar esporte e usar protetor solar.

A psicóloga da Medquimheo, Gabriela Medeiros Simmer, explica que a iniciativa também visa homenagear todos aqueles que estão em tratamento ou já venceram a doença. “É um gesto simples que pode ajudar no enfrentamento do tratamento. Para muitas mulheres, a perda dos cabelos é um dos sintomas que mais geram sofrimento, tendo em vista a ligação com a feminilidade. Cuidar da saúde e ser solidário é um grande recurso contra a doença, afinal, esse tipo de iniciativa favorece a manutenção da autoestima dos pacientes e faz com que eles se sintam mais engajados com a causa e com seu tratamento”, ressalta.

Participe: #vadelenço

Para participar, é bem fácil: tire uma foto usando o seu lenço preferido, poste em suas redes sociais com a hashtag #VaDeLenço e compartilhe a ação com seus amigos. Contamos com a sua ajuda nesta importante campanha!

Fonte: Gabriela Medeiros Simmer – psicóloga – CRP: 16/4402


novembro_azul_medquimheo.jpg

Fazer consultas regularmente e exames preventivos para prevenir o câncer: esses cuidados parecem ser óbvios, mas por conta de uma rotina agitada, acabam sendo deixados de lado. Para alertar sobre a importância dos cuidados da saúde dos homens, o Novembro Azul é um mês de conscientização sobre a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) apontam que, no Brasil, mais de 68 mil homens devem ser diagnosticados com este tipo de câncer até o fim de 2018, sendo mais de 1.500 no Espírito Santo. A melhor forma de prevenir a doença ou aumentar as chances de cura é o diagnóstico precoce. Por isso, homens de 45 a 50 anos devem realizar o exame de toque retal, mesmo na ausência de sintomas.

Segundo a médica oncologista da Medquimheo, Carolina Conopca, quando o diagnóstico é realizado precocemente, as chances de cura aumentam consideravelmente, dependendo do tipo de câncer. “Principalmente no caso do câncer de próstata, o diagnóstico precoce melhora muito o prognóstico. Isso quer dizer que somos capazes de mudar a evolução natural da doença, possibilitando assim a cura”, explicou.

Os fatores de risco podem ser genéticos ou adquiridos. O câncer de próstata hereditário está relacionado a um gene que é passado dos pais para os filhos, ou seja, quem tem histórico familiar deve ficar ainda mais atento. Além disso, homens negros têm mais chances de desenvolver a doença. Já entre os fatores adquiridos estão a obesidade, aumento da idade e sedentarismo.

Sintomas

O câncer de próstata não apresenta sintomas na fase inicial. Quando alguns sinais começam a aparecer, os tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura e ressaltando a importância do diagnóstico precoce. Na fase avançada, os sintomas são:

  • Dor óssea;
  • Dores ao urinar;
  • Presença de sangue na urina;
  • Urgência urinária (não conseguir segurar a urina);
  • Poliúria (ir ao banheiro várias vezes);
  • Noctúria (acordar a noite diversas vezes para urinar);

Prevenção e tratamento

O tratamento depende de vários aspectos, principalmente do estágio em que se encontra a doença. O tratamento pode ser cirúrgico, necessitando de radioterapia e quimioterapia, ou hormonal com bloqueio androgênico, que é quando os hormônios masculinos são bloqueados.

“Falar de saúde e intimidade com homens é complexo, por isso as campanhas de prevenção e mobilização são tão importantes. Na maioria dos casos o câncer de próstata é assintomático, ou seja, quando os sintomas começam a aparecer, a doença provavelmente já se encontra em uma fase avançada”, completou a oncologista.

Todos os casos devem ser avaliados por uma equipe multidisciplinar de oncologia.

Fonte: Dra. Carolina Conopca – oncologista clínica – CRM: 11.130


tabagismo.jpg

 

O tabagismo vai além do câncer de pulmão. É um transtorno que pode acarretar em diversos efeitos maléficos à saúde em geral. A dependência psicológica e física do tabaco pode trazer consequências que custam caro. Neste post você vai entender o quanto o cigarro pode prejudicar seu bem-estar. Continue lendo!

É fácil entender por que o tabagismo causa problemas respiratórios: a fumaça tóxica que é inalada afeta os pulmões, fazendo com que várias substâncias prejudiciais fiquem armazenadas por ali. Porém, as mais de 4.700 presentes nesse produto também são carregadas por todo o corpo por meio da corrente sanguínea e absorvidas pelos fragmentos de DNA que compõem o organismo. Os danos causados pelo tabagismo podem demorar anos para se manifestarem, como é o caso do câncer.A dependência química também está ligada a problemas de saúde como: hipertensão arterial, aneurismas cerebrais e aórticos, derrames cerebrais, úlceras gástricas, úlceras na pele, catarata, osteoporose e muitos outros.

Doenças cardiovasculares e tabagismo

Você sabia que quem fuma tem até três vezes mais chances de sofrer um infarto do miocárdio, em comparação a um não fumante? É o que diz a Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI). O cigarro estimula a produção de catecolaminas, substâncias que causam a contração dos vasos sanguíneos e aceleram o coração. Por isso o tabagismo também está relacionado a arritmias, insuficiência cardíaca e muitos outros problemas cardíacos.

Ao todo são mais de 50 doenças relacionadas ao fumo. E mesmo que o câncer não seja a única, é com certeza uma das mais preocupantes, afinal, a ocorrência do câncer relacionado ao fumo não se limita ao pulmão. O cigarro pode ser agente causador de diversos tipos da doença, como: câncer de boca, laringe, faringe, estômago, esôfago, pâncreas, rim, fígado, colo de útero, bexiga e até alguns tipos de leucemia.

É realmente assustador, não é mesmo? Por isso cuide do bem mais precioso que você tem em suas mãos: a vida! Nunca é tarde para começar uma rotina mais saudável! Acompanhe nosso Blog para mais dicas e conteúdos informativos!