BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Anemia


fevereiro 20, 2014 AnemiaDicas0

A anemia ferropriva, ou anemia por deficiência de ferro, como é popularmente conhecida, é um transtorno definido pela falta de glóbulos vermelhos saudáveis, em quantidade suficiente. Estima-se que, no Brasil, cerca de 90% dos casos da doença sejam por carência desse elemento. Tonteira, falta de concentração, dor, perversão do paladar, queda de cabelo e até unha quebradiça estão entre os sintomas.

O ferro é um nutriente essencial para o organismo e atua, em especial, na fabricação das células vermelhas e no transporte do oxigênio para as demais células do corpo. O problema nem sempre está associado à alimentação, ao contrário do que a maioria acredita. “O aumento no consumo dessa substância é uma das principais causas. Crianças de 6 meses a 2 anos, adolescentes e grávidas estão entre os que mais consomem e, por isso, especialistas recomendam, em alguns casos, a reposição”, comenta a hematologista da Medquimheo, Evelyne Monteiro.

A perda de ferro, por meio de sangramentos, é outro fator que pode ocasionar a deficiência. Ciclo menstrual prolongado e acima do normal, úlceras, miomas, sangramento urinário e o polipo – um tipo de verruga que pode surgir no intestino, são alguns dos motivos.
 

Disciplina ajuda evitar doença

Para a prevenção, a hematologista explica a importância de uma alimentação equilibrada. Alimentos ricos em fibras são indicados. Manter a hidratação em dia também é essencial, já que evita o risco de sangramento urinário.

“Os pais devem educar as meninas a consultar a um ginecologista desde a puberdade. O acompanhamento desse profissional poderá ajudar na identificação de qualquer desequilíbrio hormonal. As mulheres também devem ficar atentas ao uso indevido de anticoncepcionais. Emendar a cartela pode causar problemas como hemorragias e a consequência pode ser a anemia”, orienta a médica.
 

Exames que identificam o problema

Hemograma, avaliação da função da tireoide, exames de fezes e urina – para procurar sangue e parasitas, e a ferritina sérica ajudam no diagnóstico.

 

 



agosto 15, 2013 AnemiaDicas0

O jogador de futebol Neymar foi manchete de vários jornais nesta semana, devido a um diagnóstico de anemia. De acordo com informações cedidas pelos médicos do craque, o problema foi ocasionado por causa de uma cirurgia para a retirada das amígdalas, realizada recentemente. Na postagem de hoje, vamos esclarecer a você o que é, por que acontece, e como a anemia pode ser diagnosticada.

Sobre a anemia
Caracterizada pela redução da hemoglobina (substância que preenche os glóbulos vermelhos e conduz o oxigênio no organismo), a anemia costuma se desenvolver com maior frequência em mulheres e crianças.
Perdas de sangue decorrentes de hemorragias, traumas ou cirurgias são algumas das causas que levam uma pessoa a ter o problema. Infecções virais, doenças crônicas e autoimunes, que podem levar a diminuição ou destruição dos glóbulos vermelhos também são motivos.

No caso do Neymar, as informações são de que devido à cirurgia ele desenvolveu uma deficiência de ferro. Sem essa substância não há hemoglobina. Destacamos que atletas, crianças, adolescentes e grávidas consumem muito ferro, por isso, devem ficar atentos para evitar

Os sintomas
Sensações de fraqueza e fadiga, aceleração dos batimentos cardíacos e palidez são os mais comuns.

Como evitar?
Manter uma alimentação regular e equilibrada;
O ferro de origem animal é a melhor aproveitado pelo organismo que o ferro de origem vegetal.Sendo assim, pessoas vegetarianas estritas devem ficar mais atentas. Alimentos ricos em vitamina C aumentam a absorção do ferro;
Realizar exames de check up periodicamente;
Durante a gravidez, o consumo de ferro é muito alto.Assim , as futuras mamães devem consultar o médico para orientação quanto ao consumo de vitaminas e suplementos.

Orientação nutricional para anemia
Ao contrário do que muita gente pensa, não se deve comer apenas alimentos que contenham ferro, mas também alimentos que contenham outros nutrientes que participam da formação de células vermelhas do sangue, como: vitamina A, ácido fólico, vitamina B12, vitamina B6, vitamina C.

Fontes alimentares que previnem a anemia
Vitamina A: cenoura, beterraba, abóbora, mamão, caqui, vegetais verdes escuros (couve, espinafre, agrião, taioba);

Ácido fólico: feijão, vegetais verdes escuros, carne de boi;

Vitamina B12: leite, ovo, carne (músculo);

Vitamina C: Acerola, laranja, manga, goiaba, caju, tangerina.

Ferro: carne de boi, frango, peixe, feijão, lentilha, vegetais verdes escuros;

Importante lembrar que ingerir alimentos que contenham vitamina C após ingerir alimentos ricos em ferro, aumenta sua absorção.

Diagnóstico
Para o diagnóstico da anemia destacamos que realizar um hemograma é fundamental. Ele é o exame que conta os glóbulos do sangue e verifica se você está anêmico. A definição de anemia é feita pela dosagem de hemoglobina.