BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

receitas-para-compor-seu-cardapio.jpg

Ter uma rotina de alimentação saudável é muito importante para garantir qualidade de vida e bem-estar. Para te ajudar nessa missão, nós, da Medquimheo, separamos duas receitas simples para compor seu cardápio saudável. Vamos conferir?

1 – Receita de salada de quinua com legumes

Prática, saudável e saborosa, a salada de quinua com legumes é uma ótima opção de entrada, seja para o almoço ou jantar.

Ingredientes

  • 4 xícaras (chá) de água
  • 1 xícara (chá) de sementes de quinua real
  • 1 cenoura média cortada em cubos
  • 1 abobrinha média cortada em cubos
  • 1 frasco de maionese (250 g)
  • 1 pepino médio cortado em cubos
  • 1 lata de milho no vapor
  • 1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
  • Folhas de alface e manjericão para decorar

Modo de preparo

Em uma panela grande, ferva a água, junte a quinua e cozinhe em fogo médio por aproximadamente 10 minutos. Acrescente a cenoura e a abobrinha e deixe cozinhar por mais 5 minutos. Retire do fogo, escorra e deixe esfriar.  Transfira para uma tigela e inclua a maionese, o cheiro-verde e o pepino, e misture até ficar homogêneo. Decore com as folhas de alface e manjericão e sirva em seguida!

2 – Receita de papillote de legumes

Os legumes são ricos em diversas proteínas, vitaminas e minerais, o que os tornam de extrema importância para a alimentação. Confira a receita de papillote de legumes que preparamos!

Ingredientes

  • 1 abobrinha em cubos
  • 1 cenoura em cubos
  • 1 maço de aspargo fresco picado
  • 1 xícara (chá) de tomate cereja cortado ao meio
  • 1 xícara (chá) de cogumelo shimeji
  • 2 colheres (sopa) de azeite

Modo de preparo

Tempere os legumes e o cogumelo shimeji e coloque-os sobre seis quadrados de papel-manteiga (15x15cm) dispostos em uma assadeira. Regue com azeite e feche como envelope unindo as pontas. Leve ao forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 30 minutos. Retire do forno, abra o papel-manteiga cuidadosamente e sirva!

Fonte: Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, CRN: ES 15101252

Gostou das dicas? Então aproveite que descobriu nosso blog e aproveite outros dois conteúdos com receitas saudáveis e saborosas!

3 receitas para deixar seu verão mais refrescante

#DicaDaNutri: 3 receitas que ajudam na quimioterapia


menopausa-e-cancer.jpg

fevereiro 18, 2020 CâncerCâncer de mama0

Você sabia que a menopausa pode influenciar o desenvolvimento de câncer de mama? No post de hoje, vamos te explicar como é estabelecida essa relação e dar dicas exclusivas de prevenção. Continue lendo e confira!

O que é menopausa?

Segundo o Ministério da Saúde, a menopausa corresponde ao último ciclo menstrual feminino. Ondas de calor, alterações de humor e insônia estão entre os sintomas mais comuns. A idade média das mulheres que atingem a menopausa é 51 anos, mas a faixa etária pode variar entre 45 e 55 anos.

Qual a relação entre menopausa e câncer de mama?

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), mulheres que têm menopausa após os 55 anos de idade possuem mais chances de desenvolver câncer de mama. A cada ano que ela demora a aparecer, o risco da doença aumenta em 6%.

Um estudo realizado em 2015 pelas Universidades de Cambridge e Exeter, da Inglaterra, indicou que as mulheres que têm menopausa antes dos 40 anos são menos propensas a desenvolver câncer de mama. Consultamos a oncologista da Medquimheo, Dra. Carolina Conopca, para explicar porque isso acontece:

“Mulheres que têm menopausa antes dos 40 anos estiveram menos expostas ao estrogênio, o que diminui as chances do câncer de mama. Isso acontece porque, quanto maior for a exposição estrogênica ao longo da vida, maiores são as chances de desenvolvimento da doença”

Por que é importante fazer mamografia?

A mamografia é o exame utilizado para detectar tumores na mama. Dessa forma, ele se torna uma das principais ferramentas de controle e prevenção do câncer de mama.

Muitas mulheres evitam realizá-la por medo ou vergonha, mas ele é de extrema importância para a saúde feminina e deve ser feito a partir dos 40 anos de idade, combinado?

Como prevenir o câncer de mama?

Com base em recomendações do Instituto Oncoguia, listamos três dicas simples para prevenção do câncer de mama.

Dica 1: evite o consumo de bebidas alcoólicas;

Dica 2: consulte seu nutricionista e inicie uma dieta balanceada, evitando consumo de alimentos gordurosos;

Dica 3: pratique exercícios físicos regularmente.

Gostou do post? Então fique por aqui e confira mais conteúdos exclusivos do nosso blog!

Câncer de mama no verão: saiba os principais cuidados

Câncer de mama: 4 sinais que o corpo pode indicar

Fonte: Dra. Carolina Conopca, oncologista Medquimheo, CRM: ES 11.130


dia-internacional-da-luta-contra-o-cancer-infantil.jpg

Celebrado no dia 15 de fevereiro, o Dia Internacional da Luta Contra o Câncer Infantil, tem o intuito de promover a conscientização para o diagnóstico precoce da doença, o que aumenta em 70% as chances de cura. Para comemorar a data, nós, da Medquimheo, preparamos um post super especial com informações importantes e uma surpresa incrível ao final! Confira!

Quais são os sintomas do câncer infantil?

Em estágios iniciais, os sintomas do câncer infantil podem ser semelhantes a doenças comuns da infância. É exatamente por isso que os pais precisam estar atentos a qualquer queixa de seus filhos.

“Crianças não inventam sintomas e é por isso que os pais precisam estar atentos. Caso notem alguma anormalidade, precisam levar seus filhos para uma avaliação com pediatras. Vale ressaltar que o câncer infantil possui altas chances de cura quando diagnosticado precocemente.”

-Dra. Maria Magdalena

Como é o tratamento do câncer infantil?

Segundo o Instituto Oncoguia, o tratamento do câncer infanto-juvenil é indicado com base no tipo de estadiamento da doença. As opções podem incluir quimioterapia, cirurgia e radioterapia. Em muitos casos, é comum a combinação destas opções.

Como conversar com os filhos sobre câncer?

Dialogar com uma criança ou adolescente sobre um assunto tão delicado quanto o câncer não é uma tarefa fácil, e nós sabemos! Pensando nisso, preparamos algumas dicas que podem ajudar:

  1. Explique com palavras simples e que façam parte do vocabulário deles;
  2. Responda com honestidade todas as dúvidas que forem surgindo;
  3. Caso não saiba responder, diga: “Não sei, mas podemos tentar descobrir a resposta juntos”.

O mais importante é passar segurança e conforto!

Conheça a Vitória!

Para marcar a data, nossa equipe preparou um material exclusivo para as crianças soltarem a criatividade! A Vitória é um personagem que luta contra o câncer infantil e está disposta a alegrar e trazer um colorido especial ao dia de hoje 🙂

Baixe as imagens abaixo, imprima e garanta muita diversão para seu pequeno enquanto ele brinca de colorir e montar looks!

Fonte: Dra. Maria Magdalena Frechiani, oncologista pediatra, CRM ES 1677.


dia-nacional-da-mamografia.jpg

Celebrado no dia 5 de fevereiro, o Dia Nacional da Mamografia tem o intuito de conscientizar as mulheres. Para esta data, nós, da Medquimheo, preparamos um post especial com tudo o que você precisa saber sobre a prevenção do câncer de mama. Confira!

O que é o Dia Nacional da Mamografia?

O Dia Nacional da Mamografia tem o objetivo de informar as mulheres sobre a importância da realização do exame. O autoexame das mamas, feito pela própria mulher, ajuda na identificação de tumores maiores. No entanto, é importante lembrar que ele não substitui o exame clínico realizado por especialistas!

Importância da mamografia

Segundo a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) a mamografia é o método mais eficiente para detecção precoce do câncer de mama ainda não palpável clinicamente (com menos de 1 cm), que possui alta chance de cura com o tratamento adequado.

Lembrem-se: mulheres devem realizar a mamografia anualmente a partir dos 40 anos 😉

Alerta para os fatores de risco do câncer de mama

O Dia Nacional da Mamografia chama atenção como um alerta para os fatores de risco. Embora seja um tumor com alta incidência, o câncer de mama tem muitas chances de cura!

“Para mulheres que já têm casos na família, em parentes próximos como mãe e irmãs, pode ser necessário antecipar a idade de realização da mamografia. Situações como menopausa e menstruação precoce, antes dos 12 anos, também requerem acompanhamento constante. Além da frequência do exame, é importante garantir a qualidade, pois um rastreamento mal feito transmite a falsa sensação de segurança à paciente.”

-Cleverson Gomes do Carmo Junior

Tratamento do câncer de mama

Em tumores pequenos, a cirurgia pode ser a primeira modalidade do tratamento, já que retira o nódulo com uma margem de segurança. Dependendo do tamanho da mama e do tumor, o médico pode optar pela mastectomia, que consiste na retirada completa da mama, geralmente seguida por uma cirurgia de reconstrução.

Gostou do conteúdo? Então fique aqui no nosso blog e confira as sugestões que separamos para você!

Obesidade x Câncer de mama: entenda a relação

Câncer de mama no verão: saiba os principais cuidados

Fonte: Dr. Cleverson Gomes do Carmo Junior, mastologista Medquimheo, CRM: ES 8267.


dia-mundial-do-cancer.jpg

Comemorado no dia 4 de fevereiro, o Dia Mundial do Câncer tem como objetivo aumentar a conscientização e educar a população sobre a doença. Para marcar a data, nós, da Medquimheo, preparamos um post especial com tudo o que você precisa saber sobre a campanha. Vamos conferir?

O que é o Dia Mundial do Câncer?

O Dia Mundial do Câncer foi criado em 2005 pela União Internacional para o Controle do Câncer (UICC) com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS). A data tem o intuito de alertar a população sobre a doença que, entre 2018 e 2019, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), atingiu cerca de 600 mil brasileiros.

O que significa o slogan “Eu sou e eu vou”?

O slogan “Eu sou e eu vou”, tema da campanha de 2019 a 2021, é um apelo ao compromisso pessoal e chama atenção para o poder que uma ação individual tem de impactar o futuro de uma pessoa diagnosticada com câncer.

A luta é de todos

A campanha propõe que todas as pessoas possam contribuir, de alguma forma, na prevenção, identificação de sinais e tratamento do câncer. A data deve mobilizar e inspirar a população!

“Quanto mais pessoas entenderem sobre o câncer, mais a luta para enfrentá-lo se torna equilibrada. Familiares e amigos podem se ajudar e alertar uns aos outros sobre a importância de realizar exames periodicamente, o que pode contribuir para um diagnóstico precoce, por exemplo.”

                                                                                                         – Carolina Conopca

Diagnóstico precoce aumenta as chances de cura

Você sabia que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura do câncer? De acordo com o Inca, a identificação de tumores em estágios iniciais aumenta essa possibilidade em 80%.

#DicaMedquimheo: não deixe de visitar seu médico! Realizar check ups e consultas médicas na frequência recomendada contribui para a identificação do câncer em níveis iniciais 😉

Gostou do post? Então fique por aqui e confira mais uma sugestão de conteúdo que separamos para você!

Mitos e verdades mais comuns sobre o câncer

Fonte: Dra. Carolina Conopca, oncologista Medquimheo, CRM: ES 11.130.


cancer-de-pele.jpg

Você sabia que o câncer de pele é uma das doenças mais frequentes no nosso país? É isso mesmo que você acabou de ler ! Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse tipo de neoplasia maligna corresponde a cerca de 33% de todos os diagnósticos da doença registrados no Brasil. Quer saber mais sobre esse assunto para se prevenir e alertar seus amigos e familiares? Então, continue acompanhando nosso post. Vamos lá ?

O que é câncer de pele?

O câncer de pele é uma doença provocada pelo crescimento descontrolado e anormal de células que compõem a pele humana. Uma das principais causas do câncer de pele é a exposição excessiva aos raios solares sem a devida proteção. Segundo o Inca, essa doença possui duas classificações: câncer de pele melanoma e não melanoma.

  • Câncer de pele melanoma: pode aparecer em qualquer parte do corpo na forma de manchas, pintas ou sinais. É o tipo mais grave da doença por conta da sua capacidade de provocar metástase, que é a disseminação do câncer para outras partes do corpo.
  • Câncer de pele não melanoma: é o tipo mais comum aqui no Brasil e é o que possui maior chance de cura.

Sintomas do câncer de pele:

Segundo a Dermatologista Mary Lane Alves, da Medquimheo, sinais ou pintas que mudam de cor ou forma, feridas que não cicatrizam em até 4 semanas e manchas que coçam ou sangram estão entre os principais sintomas do câncer de pele.

Como identificar o câncer de pele?

O diagnóstico do câncer de pele deve ser feito, exclusivamente, por um médico especialista. Para auxiliar na identificação precoce de um possível tumor cutâneo, a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a American Cancer Society defendem a utilização do método ABCDE como uma forma de autoexame.

Essa regra consiste em características que você deve observar nas manchas ou pintas da sua pele. Dessa forma, a mancha precisa ser investigada caso: ela possua lados assimétricos (A); não possua bordas lisas (B); possua cores diferente dos tradicionais tons de marrom (C); possua diâmetro maior de 0,6 cm (D); apresente sinais de evolução (E).

Tratamento e prevenção do câncer de pele:

Agora que você já sabe que a exposição excessiva ao sol pode trazer muito mais do que a marquinha do verão, vamos te ajudar a se prevenir do câncer de pele em três passos básicos:

  1. Evitar exposição ao sol nos períodos de raios solares mais intensos, ou seja, de 10:00 às 16:00;
  2. Utilizar filtro solar o tempo todo, mesmo em dias nublados;
  3. Sempre que possível, usar roupas que protejam sua pele, como camisas de manga e calças.

Mas, se mesmo assim você for diagnosticado com a doença, fique tranquilo ! O câncer de pele tem cura e tratamento. Em estágios iniciais, o procedimento indicado é uma cirurgia oncológica para retirada da lesão, e em casos mais graves, pode ser indicado, além da cirurgia, a radioterapia e a quimioterapia.

Se você chegou até aqui e quer saber mais sobre o assunto, que tal acessar esse link? Câncer de pele: sol de inverno também apresenta perigo

Fonte: Dra. Mary Lane Alves Nemer, dermatologista, CRM ES 4381.


descubra-como-ficar-linda-no-verão-com-lenços-1200x798.jpg

O verão é, sem dúvida alguma, a estação do ano mais colorida e alegre, concorda? E para que você possa ficar ainda mais estilosa nesta estação, nós, da Medquimheo, preparamos um post repleto de dicas de como usar lenços. Confira!

Por que apostar em lenços? 

Os lenços são acessórios importantes para auxiliar as mulheres que, por conta de tratamentos contra o câncer, perdem o cabelo. Para a psicóloga da Medquimheo, Gabriela Simmer, usar lenços e turbantes auxiliam na recuperação da autoestima.

Como escolher um lenço? 

Como já ressaltamos, os lenços são ótimos para quem está fazendo quimioterapia! Com inúmeros modelos, estampas, cores, formatos e tecidos, são super democráticos e, com certeza, irão te encantar! 

Para ajudar na escolha ideal de lenço, preparamos algumas dicas exclusivas com base nas recomendações do Instituto Oncoguia.

Vamos conferir?

Dica 1: para os dias de verão, que normalmente são bem quentes, quanto mais fino for o lenço, melhor! Mas cuidado para não comprar um tecido transparente e deixar seu couro cabeludo exposto aos raios solares.

Dica 2: lenços de algodão absorvem o suor e podem ser ótimas opções para os dias de calor excessivo. 

Dica 3: para evitar que o lenço escorregue, coloque uma wigcap (touca de meia calça) e o prenda a ela com grampos. 

Tipos de amarrações de lenços

São muitos os tipos de amarrações com lenços! A escolha da amarração vai depender muito do seu estilo e do formato do seu lenço!  

Nossa dica é: para lenços mais compridos, aposte em amarrações do tipo turbante ou do tipo faixa com caimento lateral. Com lenços menores, vale investir em amarrações no estilo tiara

#DicaMedquimheo: no blog do Instituto Quimioterapia e Beleza, você aprende a fazer 10 amarrações em 5 minutos. Vale conferir 😉

Qual o melhor formato e tamanho de lenço? 

Ainda de acordo com o Instituto Oncoguia, o formato e tamanho do lenço dependem da amarração que você deseja fazer: algumas exigem lenços maiores e outras, menores. De maneira geral, esses são bons tamanhos: 90 x 90 cm e 180 x 70 cm.

Aposte em estampas e cores! 

Aproveite que o verão é uma época bem alegre e invista em cores e estampas! Dentre as tendências do verão 2020 estão tonalidades vibrantes! 

Você vai ficar linda independente do modelo que escolher. O importante é se sentir confortável e confiante! 

Aproveite que descobriu nosso blog e fique por aqui. Temos mais uma sugestão de conteúdo:

Quimioterapia: cuidados com o couro cabeludo

Fonte: Gabriela Simmer, psicóloga Medquimheo, CRP 16/4402.


janeiro-branco-conheça-a-campanha-1200x837.jpg

janeiro 27, 2020 Campanhas0

A campanha Janeiro Branco visa a conscientização sobre a importância de cuidar da saúde mental e emocional. Para pessoas diagnosticadas com câncer, medo e dúvidas são sentimentos comuns e que, se não forem tratados, podem evoluir para doenças como ansiedade e depressão! No post de hoje, nós, da Medquimheo, vamos te explicar tudo sobre a campanha. Confira! 

O que é a campanha Janeiro Branco?

Janeiro Branco é uma campanha totalmente dedicada à conscientização e à prevenção de doenças que afetam a saúde mental e emocional. O objetivo é chamar a atenção das pessoas para questões de ordem psicológica-existencial, incentivando-as a tomarem o início do ano como um ponto de partida para olhar para dentro de si mesmas e pensar sobre suas vidas, seus relacionamentos e suas escolhas. 

Aproveite que 2020 está apenas começando e dedique mais tempo para cuidar da sua mente ao longo do ano! 

Qual a relação entre câncer e depressão?

Segundo o Observatório de Oncologia, até 29% das pessoas diagnosticadas com câncer podem desenvolver depressão. Isso acontece porque os pacientes oncológicos criam uma grande expectativa quanto ao tratamento e a cura, o que contribui para o desenvolvimento destas doenças. 

A depressão é caracterizada por um momento de tristeza duradouro ou repetitivo de grande intensidade. Porém, existem alguns outros sintomas que, somados a essa tristeza, caracterizam a doença e geram sérios prejuízos à saúde. Listamos abaixo alguns deles, confira:

  1. Perda de prazer nas atividades diárias;
  2. Diminuição da capacidade de raciocinar e/ou de tomar decisões;
  3. Lentidão e sensação de fraqueza;
  4. Alterações do sono (insônia ou muito sono);
  5. Alterações do apetite (perda ou aumento da fome);
  6. Isolamento social;
  7. Pensamentos negativos a respeito da doença.

É importante lembrar que alguns dos sintomas dessa lista são efeitos colaterais de tratamentos, como a quimioterapia, e não devem ser confundidos com a depressão. Para isso, o acompanhamento psicológico é fundamental, como ressalta a psicóloga oncológica Gabriela Simmer: 

“Como a quimioterapia por si só já provoca alguns efeitos colaterais como cansaço, desânimo e fraqueza, contar com apoio de um psicólogo neste momento é parte fundamental do processo de tratamento oncológico”.

Quais são os prejuízos gerados para um paciente oncológico depressivo?

Como a depressão causa desânimo e fraqueza, muitos pacientes oncológicos podem deixar de ir às consultas médicas ou às sessões de quimioterapia, o que é extremamente prejudicial para o processo de tratamento do câncer. Além disso, alterações emocionais podem favorecer mobilizações no sistema imunológico do paciente. 

Gostou do post? Então aproveite que descobriu nosso blog e fique por aqui:

Câncer e depressão: entenda a relação

Quimioterapia: 10 dúvidas comuns sobre o tratamento

Fonte: Dra. Gabriela Medeiros Simmer, psicóloga Medquimheo, CRP 16/4402.


3-receitas-para-deixar-seu-verao-mais-refrescante.jpg

O verão é uma estação que pede cuidados redobrados com a alimentação. Evitar alimentos gordurosos e pesados ajuda a mantermos nossa saúde e bem-estar intactos! 

Consultamos a Dra. Naira Fraga, nutricionista Medquimheo, que preparou um menu de verão perfeito para tornar esta temporada mais refrescante e agradável. Continue lendo e confira! 

Por que é preciso ficar atento com a alimentação no verão?

Os dias de calor excessivo facilitam a degradação de alimentos e aumentam os riscos de contaminação e desidratação. Além disso, refeições muito pesadas podem ser acompanhadas de um certo desconforto, como aquela sensação de indigestão. Para evitar que sua saúde seja prejudicada no verão, aposte em alimentos leves, frutas e bastante líquido. Combinado? 

1- Receita de salpicão de abacaxi com gengibre 

Que tal inovar a saladinha de entrada e preparar um prato bem diferente? Além de saudável, o salpicão de abacaxi com gengibre é super refrescante e, com certeza, vai te encantar! 

  • Ingredientes:

1/2 unidade de salsão

4 cenouras

4 batatas inglesas

4 maçãs do tipo fuji

2 abacaxis pérola

50 g de gengibre

1 kg de tofu

1/2 maço de cebolinha

1/2 maço de salsa

4 colheres de sopa de azeite extravirgem

Sumo de 4 limões 

1 colher de sopa de páprica picante

1 colher de sopa de cebola em pó

Sal rosa e pimenta do reino a gosto

  • Modo de preparo:

Corte o salsão e a batata em tiras finas, a maçã em cubos, e a cenoura em rodelas bem finas. Pique a salsa e a cebolinha finamente. Reserve todos em água, com exceção da batata, que deve ser levada ao forno por 40 minutos a 180º C e temperada com azeite, sal, páprica picante e cebola em pó. 

Em seguida, bata o abacaxi com gengibre e limão no liquidificador, coe, volte o sumo para o liquidificador e acrescente o tofu, ajustando a consistência com água, se necessário, até obter um creme com textura de maionese. Quando a batata assar, coloque em uma tigela e adicione salsão, maçã e cenoura. Despeje o creme de abacaxi sobre os legumes. Acerte o tempero com sal e pimenta. Sirva gelado!

2 – Receita de tagliatelle (macarrão) de verão

Como prato principal, nossa sugestão é investir no macarrão tipo tagliatelle incrementado com ingredientes que o deixarão a cara do verão. Vamos conferir? 

  • Ingredientes:

450 gramas de macarrão tipo tagliatelle (ou outra massa de sua preferência)

3 unidades de pimenta dedo de moça sem sementes 

1 maço de rúcula 

300 gramas de queijo coalho cortado em cubos 

2 colheres (sopa) de azeite 

½ colher de manteiga sem sal

12 unidades de tomates-cereja cortados ao meio 

Sal e pimenta a gosto

  • Modo de preparo:

Em uma panela, cozinhe o macarrão em água com sal. Escorra e reserve. Em frigideiras diferentes, com pouco azeite, grelhe as pimentas, o queijo coalho e os tomates-cereja. 

Leve ao fogo novamente a frigideira das pimentas e nela acrescente a rúcula. Deixe-os por aproximadamente um minuto e junte a eles o tagliatelle, os tomates-cereja e o queijo coalho grelhados e meia colher de manteiga derretida. Tempere com sal e pimenta e sirva!

3 – Receita de abacaxi grelhado com creme de iogurte 

Para fechar nosso menu de verão com chave de ouro, separamos uma receita simples de sobremesa que encanta desde o primeiro pedaço. Confira! 

  • Ingredientes:

2 rodelas de abacaxi

2 colheres (sopa) de suco de laranja

3 gotas de adoçante a base de stévia

1 pote de iogurte natural desnatado

1 colher (sopa) de raspas de limão

  • Modo de preparo:

Comece pelo creme: coloque o iogurte em um filtro de papel para escorrer o soro. Misture o adoçante e as raspas de limão e leve à geladeira enquanto prepara o abacaxi. Aqueça uma frigideira antiaderente, coloque as rodelas de abacaxi e regue aos poucos com o suco de laranja. Doure dos dois lados. Corte a rodela em 4 pedaços e sirva ainda quente com 1 colher (sopa) do creme de iogurte. Para finalizar, decore com folha de hortelã! 

Gostou do post? Então fique por aqui e aproveite mais conteúdos do nosso blog!

3 receitas que ajudam na quimioterapia 

Suco de romã possui propriedades anticancerígenas


receitas-de-fim-de-ano-de-dar-agua-na-boca.jpg

Mais um ano chega ao fim e, para que você possa aproveitar o cardápio das festas de fim de ano sem medo, nós, da Medquimheo, preparamos um post com dicas de receitas para fazer no final de ano e deixar sua ceia ainda mais deliciosa.

Consultamos nossa nutricionista, Drª Naira Fraga, para sugerir duas receitas especiais e surpreender seus convidados com pratos saudáveis e saborosos. Quer saber quais são? Continue acompanhando! 

Receita de carne marinada com limão, alecrim e mel

Os pratos principais são sempre os mais aguardados dos cardápios das festas de fim de ano. Que tal inovar sua ceia com um prato diferente e saboroso? A nossa dica de prato principal é: carne marinada com limão, alecrim e mel

Ingredientes: 

  • 1kg de filé mignon (ou de seu corte bovino favorito) 
  • suco de 1 limão
  • duas colheres (sopa) de mel
  • alecrim
  • sal e pimenta a gosto

Modo de preparo:

Em uma tigela, esprema o limão, junte ao suco o alecrim, o mel, o sal e a pimenta. Misture bem e reserve. Na assadeira, disponha os pedaços da carne e, com auxílio de uma colher, despeje o caldo sobre eles. Cubra com plástico filme e deixe marinar. Depois é só colocar a carne para assar e servir! 

Receita de arroz selvagem com castanhas 

Uma dica para acompanhamento do prato principal é apostar no arroz selvagem com castanhas. Além de exótico, o prato é uma excelente opção versátil, ou seja, combina com tudo!

Ingredientes:

  • 300g de arroz selvagem
  • 60g de manteiga
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte clara)
  • ½ maço de cebolinha verde picada (parte escura)
  • 100g de castanha-do-Pará picada
  • sal e pimenta a gosto 

Modo de preparo:

Cozinhe o arroz selvagem com sal, em fogo baixo, com panela tampada, até que fique cozido. Em outra panela, aqueça a manteiga e nela doure a parte clara da cebolinha e a castanha-do-pará. Acrescente o arroz, corrija o sal e tempere com pimenta. Retire do fogo e acrescente a cebolinha verde picada.

Sobremesa para as festas de fim de ano

Para fechar o cardápio da sua ceia de fim de ano com chave de ouro, a dica de sobremesa é investir em morangos com tâmaras. A forma de servir esta sobremesa vai depender da sua criatividade! 

Gostou do post? Então fique por aqui e descubra outros dois conteúdos incríveis do nosso blog:  

Suco de romã possui propriedades anticancerígenas

3 receitas que ajudam na quimioterapia