BLOG

Acompanhe dicas de saúde, nutrição e bem-estar em nosso Blog.

Anticoncepcionais: eles podem reduzir casos de câncer de ovário

janeiro 17, 2017 0
anticoncepcional-destaque-medquimheo.jpg

O anticoncepcional é um dos medicamentos mais populares no Brasil. Ainda assim, muitas mulheres têm dúvidas sobre os efeitos colaterais causados pelas pílulas e, inclusive, há até quem acredite que o medicamento pode prejudicar a saúde! No post de hoje, nós viemos te mostrar que estudos indicam o contraceptivo como benéfico contra o câncer de ovário.

Quem realizou esse estudo foi a revista Annals of Oncology, e mostrou que o uso de anticoncepcionais pode reduzir casos de câncer de ovário.  A pesquisa indica: as mortes por este tipo de tumor diminuíram em muitos países entre 2002 e 2012, além de prever que novos casos da doença comecem a ser minimizados até 2020.

A pílula anticoncepcional pode reduzir o risco de câncer de ovário entre 30% e 60%, enquanto o tratamento hormonal substitutivo pode elevar o risco.  Uma das hipóteses é que o contraceptivo deixa o ovário em repouso, diminuindo a produção de hormônios. Outra explicação pode ser a baixa utilização de tratamento hormonal em mulheres na menopausa.

O que é o câncer de ovário?

anticoncepcional-imagem-medquimheo

Entre os tipos de cânceres mais comuns em mulheres, o câncer de ovário tem uma taxa de sobrevivência mais baixa. Diagnosticado anualmente em quase 250.000 mulheres em todo o mundo, ele é responsável por 140.000 mortes por ano.

E os dados estatísticos não param por aí: somente 45% das mulheres com a doença têm probabilidade de sobreviver por cinco anos, em comparação com 89% das mulheres com câncer de mama, por exemplo.

Entenda o diagnóstico

O nosso mastologista Cleverson Gomes Jr. explica que o câncer de ovário é silencioso e difícil de diagnosticar, pois seus sintomas iniciais são muito semelhantes a problemas frequentes em mulheres. “Quando a mulher desenvolve um tumor no ovário, incialmente ela apresenta sinais como perda de apetite, menstruação irregular, mudança nos hábitos intestinais, dores abdominais e complicações intestinais. Por serem problemas comuns, a pessoa sequer desconfia se tratar de um câncer, o que gera uma busca tardia da orientação médica”, detalha.

Sobre o tratamento

Após a detecção do câncer de ovário, o médico mostra à paciente as opções de tratamento mais adequadas, de acordo com o estágio da doença. “As técnicas mais utilizadas para combater esse tipo de tumor são a cirurgia, a radioterapia, a quimioterapia, a hormonioterapia e a terapia alvo, que podem ser usadas tanto isoladamente quanto combinadas”, conta o nosso especialista.

Prevenção

Embora existam muitas teorias sobre o que origina o câncer de ovário, a verdade é que ainda não se sabe o que causa o tumor, o que dificulta a prevenção do mesmo.

Além do uso do contraceptivo, uma outra opção para prevenir o câncer é a remoção dos ovários e das trompas de Falópio, por meio de cirurgia preventiva, em casos de mulheres que têm casos da doença na família. Mas fique atenta, para isso é preciso acompanhamento médico e realização de testes genéticos que comprovem os riscos do tumor se desenvolver.

Aqui na Medquimheo você pode contar com uma equipe especializada no tratamento do câncer em Vitória e na Serra, com sete oncologistas, sendo quatro pediátricos, e um cirurgião oncológico.


Deixe um comentário

Campos obrigatórios estão marcados com *